Por Ana Ligia em 26/09/2016

Muitas vezes nossos planos não ocorrem da forma como planejamos ou sonhamos. Há momentos em que tudo parece dar errado e a única coisa que queremos é fugir.

Mas saber usar a força da mente racional para perceber o lado bom das emoções negativas pode ser um prática que vai mudar a sua vida.

Respirar fundo, contar até dez e procurar um lado bom quando tudo na sua vida parece desmoronar não é uma tarefa fácil.

Segundo a psicoterapeuta Maura de Albanes, o aparelho psíquico é composto por duas instâncias da mente. “A mente consciente é onde eu decido as coisas, meu lado racional; a mente inconsciente é onde armazeno as coisas  e de onde vem o sentimento. A comunicação entre as duas é automática”, explica.

Use a força da razão para deixar emoções negativas de lado

Foto: depositphotos

Ainda de acordo com Maura, o grande segredo para conseguir enxergar a vida com novos olhos é guardar, no inconsciente, impressões positivas do que aconteceu. Mas a psicoterapeuta assume que esse não é um caminho que as pessoas conseguem sempre seguir.

A dificuldade é devido a comunicação automático que acontece, por exemplo, quando nos vemos com uma situação fora do comum e nos sentimos mal com aquilo.

“A mente funciona com a lei do mínimo esforço: armazena a maneira como lidamos com uma situação e, caso aconteça algo parecido, o inconsciente faz a memória vir à tona, reeditando o passado no presente. São nessas ocasiões que a mente acaba criando a realidade”, revela Maura.

Para tentar parar de registar os sentimentos com pessimismo, é necessário entrar em contato consigo mesmo e tentar refletir e entender os motivos de certas coisas nos trazerem sensações negativas. Após conseguir realizar esse exercício, segundo a psicoterapeuta, chegou a hora de esvaziar o “arquivo mental”.

“Já que tudo depende de como eu lido com cada situação, é importante reciclar meus pensamentos. Assim eu posso registrar os momentos com alegria, com confiança, com o sentimento de dar a volta por cima. Para mudar a realidade, faço uma limpeza nos meus filtros internos e tenho que recontextualizar a minha vida e saber que a cada pensamento, a cada emoção, eu estou emitindo um tipo de energia que vai se materializar”, pontua.

Tenha em mente que aquilo que ocorreu no passado não precisa necessariamente se repetir no presente. “Esse é um processo de autodesenvolvimento, de crescimento. É assim que fico livre para me atirar ao novo, para experimentar novas realidades. A chave é criar espaços internos”, finaliza.

Veja mais!