Por Daiane Silva em 09/08/2011

A gravidez é um momento único e especial na vida de todas as mulheres. Todo o tempo de espera é um período de mudanças constantes no corpo por dentro e por fora, o que traz consigo alguns inconvenientes, como o aumento de peso e, em alguns casos, até celulites e estrias extras. Existem cuidados que a mulher deve seguir durante a gravidez para evitar aumentar demais o peso, por exemplo,assim como cuidados com a pele para evitar as temidas estrias e, após o nascimento do bebê, ela também já pode começar logo nos primeiros dias (após trinta dias) a fazer tratamentos leves, que não prejudicam o bebê ou a amamentação nem a saúde da mamãe. A amamentação, por falar nisso, é de extrema importância para a queima de calorias e ajuda na contração do útero, favorecendo a volta das medidas.

Tratamentos de beleza para mulheres grávidas

Importante é que o médico seja consultado a respeito de qualquer procedimento que se deseje iniciar.

Veja algumas sugestões para melhorar a aparência logo após o nascimento

Para eliminar a gordura localizada e promover uma drenagem linfática poderosa, a sugestão é a Bambuterapia. Como o nome sugere, são usadas hastes de bambu que são massageadas nos pés e em seguida sobem pela panturrilha, coxas, abdômen, seguidas de braços, colo e costas. Essa técnica também remodela a silhueta por causa das manobras usadas;

O tratamento chamado Ultra Accent, realizado na clínica Volpe, em São Paulo, foi utilizado por Scheila Carvalho após a gravidez. É um tratamento de alta tecnologia, indicado para a quebra de gordura na região abdominal, flancos e culotes, custa R$1000,00 a sessão. A responsável pela clínica ainda indica associado a este, o Vella shape, que é um equipamento “três em um” que elimina a celulite inflamatória e a celulite do abdômen, pernas e braços. Cada sessão custa em torno de R$350,00 por região. Estes tratamentos tem como vantagem o tempo de cada sessão, que é bem curto, no máximo vinte minutos e os resultados aparecem, dependendo do caso, nos primeiros quinze dias, mesmo que o tempo de tratamento seja de até três meses. Além disso, não interferem na amamentação, não marcam ou descamam a pele. O único impedimento para tratamentos como estes, são alguma doença metabólica incontrolável, como insuficiência renal, marcapasso ou a gestação. Enquanto gestante, a mulher não poderá fazer esses procedimentos.

Outros tratamentos também indicados

  • CARBOXITERAPIA e ENDSTRIAS – estimulam a formação de colágeno ( deve ser realizado após a amamentação);
  • A LUZ INTENSA PULSADA –  elimina os pigmentos indesejados;
  • O CLEAR PEEL – único peeling que pode ser feito na gravidez ou amamentação;
  • ESTIMULAÇÃO RUSSA – promove a contração da musculatura;
  • PLATAFORMA VIBRATÓRIA – equipamento que exercita a musculatura, melhorando o contorno corporal;
  • A ACUPUNTURA – auxilia na recuperação da forma física e reequilibra as funções orgânicas;
  • SHIATSU – reduz o estresse, cansaço e a ansiedade, ajuda a equilibrar a energia, é opção à acupuntura, para quem teme as agulhas.

Veja mais!