Por Daiane Silva em 21/09/2011

Quando os cabelos começam a cair sem parar e essa situação se estende por muito tempo, é hora de procurar ajuda de um dermatologista. A queda de cabelos acentuada pode ter diversas razões, inclusive influência genética. Alguns tratamentos químicos podem ocasionar a perda dos fios, assim como dietas muito restritivas ou anemia e ainda a associação de vários motivos.

Por que os fios caem?

Cerca de 90% dos cabelos do couro cabeludo encontram-se em fase de crescimento e esta fase tem duração de dois a seis anos. O restante, 10%, encontra-se em fase de repouso, cuja duração aproximada é de dois a três meses. O cabelo cai ao atingir o fim desta fase.

Queda de cabelos feminina

É normal perdermos de 50 a 100 fios de cabelo por dia, sendo substituídos por outros que nascem no mesmo folículo dando início a um novo ciclo. Esta queda natural do cabelo acontece mais na mudança de estação, na primavera e, principalmente, no outono, quando a taxa de metabolismo do corpo está mais alta.

Os cabelos crescem, aproximadamente, 1 cm por mês. À medida que o indivíduo envelhece, o crescimento dos cabelos tende a ser mais lento.

Padrões de queda

Padrões de calvície das mulheres Padrões de calvície para os homens (Imagem: www.galderma.com.br)

Padrões de calvície para os homens (Imagem: www.galderma.com.br)

 

Tratamentos para queda de cabelo

O tratamento deve objetivar corrigir a causa antes de tudo. Por exemplo, a reposição de ferro na anemia, uso de medicamentos para combater uma infecção por fungos, alimentação balanceada, etc.

Há casos em que a perda dos fios é irreversível, como em casos de queimaduras ou calvície hereditária, nesses casos, há a possibilidade de um transplante de cabelos. O transplante é feito através de cirurgia, realizada por médico especialista.

Há alguns casos, como na alopécia areata, em que poderá ser indicado o uso de medicamentos tópicos para estimular o crescimento dos fios.

Veja alguns medicamentos e tratamentos mais usados

  • Finasterida: é um medicamento que induz o crescimento do cabelo e foi aprovado no tratamento da Alopécia Androgênica. O tratamento deve ser contínuo, pois, parando de tomar o medicamento, os cabelos voltam a cair da mesma forma.
  • Espironolactona/Flutamida: costumam ser usados no tratamento da acne, mas se mostram promissores no uso para queda de cabelos e em seu crescimento.
  • Gel  transdérmico FF: é uma solução tópica que protege os fios da queda, mas não estimula o nascimento de fios novos . O uso deve ser contínuo.
  • Complexos vitamínicos: quando há uma deficiência alimentar por conta de dietas ou anemias, deve-se usar os suplementos para ajudar a impedir a queda. O uso isolado não é eficiente contra a calvície.
  • Pill food: é um suplemento alimentar rico em proteínas, minerais e vitaminas, tem ação comprovada para fortalecer o organismo de forma geral, deixando unhas e pele mais nutridos, além dos cabelos, já que fortalece a raiz. É coadjuvante de outros tratamentos contra a calvície.
  • Cetoconazol: é um xampu antifúngico que atua no couro cabeludo eliminando fungos e excesso de oleosidade e também inibe os níveis de DHT. Deve ser usado por dez minutos nos cabelos, três vezes por semana.
  • Laser de baixa intensidade: realizado com um aparelho em clínicas especializadas, combate a queda e estimula o crescimento dos cabelos , sendo eficaz na recuperação capilar, melhora a irrigação do couro cabeludo, combate seborréia e caspa, além de ter efeito antiinflamatório.

Veja mais!