Por Lilian Druzian em 25/10/2011

O metabolismo, algo que você certamente já ouviu falar algumas vezes, é o responsável por diversas e importantes tarefas em nosso organismo, por exemplo:

É ele quem gera a energia que usamos para realizar nossas atividades no dia a dia, selecionando, para isso, as substâncias contidas nos alimentos e também excretando as não utilizáveis; sintetiza os hormônios e as enzimas; destrói as células antigas e cria as novas para a substituição, etc. Suas  são incontáveis, ele é responsável por todas as reações bioquímicas que são essenciais à nossa vida.

Acelerar o metabolismo

A maior parte da energia que gastamos durante o dia, é com as funções vitais como: o bater do coração e o ato de respirar. Nisso vai cerca de 60% e isso é um fato que não muda de pessoa para pessoa, mas o que costuma ser diferente em cada indivíduo é o ritmo como o organismo realizará essas tarefas, já que 80% da taxa metabólica é determinada geneticamente e os 20% restantes, vão depender de fatores externos.

Quando o metabolismo está muito lento, pode ser sinal de que há algum problema de saúde, como o hipotireoidismo – quando há diminuição de hormônios produzidos pela tireoide – nesse caso, é necessário um tratamento especializado. Esse é um dos problemas que pode ser diagnosticado através de exame de sangue, que meça a taxa de TSH.

Mexa-se! Vá à academia, pratique algum esporte, suba escadas…

Corrida

Existem maneiras de ajudar o metabolismo a acelerar, fazendo com que haja aumento de queima calórica. As atividades físicas fazem isso, elas o aceleram, fazendo com que a queima calórica se torne mais eficiente. Pule corda, caminhe, corra, suba escadas, lave seu carro, passeie com seu cão, enfim, qualquer movimentação é suficiente para manter a aceleração e, o melhor: mesmo após o término da atividade física, o corpo continua queimando calorias aceleradamente por algum tempo.

Os músculos tendem a ir encolhendo com o passar do tempo e a gordura vai tomando seu espaço, por isso, a musculação é muito importante. Praticando-se uma atividade física, garante-se pelo menos 50% de chance de acelerar o metabolismo.

Mais é menos!

Alimentação

Se você costuma comer três principais refeições ao dia, café da manhã, almoço e jantar, saiba que, dividindo-as em seis pequenas refeições, o organismo entende como um sinal de que não ficará sem alimentos por muito tempo e, por isso, não tem necessidade de reservar calorias. Em aproximadamente duas semanas você passará a se sentir mais satisfeita com uma quantidade menor de alimentos, isto porque, seu estômago reduz em 30% sua capacidade e sua ingestão calórica diminui 10%, o que garante a aceleração pretendida do metabolismo e até 2kg a menos em um mês!

Escolher quais os melhores alimentos para ajudar nessa luta é importante! Saiba quem é quem no seu cardápio

Alimentação

CARBOIDRATOS: são muito importantes para acelerar o metabolismo, pois são responsáveis pela energia dos músculos, das células do sangue e do sistema nervoso. A falta de energia deixa você lenta, o que leva a pouca atividade, que gera aumento de peso.

+ podem ser consumidos sempre: os de baixo índice glicêmico (mantém os níveis de insulina estáveis e evitam o sobe-e-desce glicêmico, afastando a fome por mais tempo). São eles: GRÃOS INTEGRAIS, LEGUMES, VERDURAS E FRUTAS (ricos em fibras e pobres em gorduras) levam mais tempo para serem digeridos e assim, aceleram o metabolismo.

+ podem ser consumidos  às vezes ou raramente: os que se encontram mais facilmente, como no arroz branco, doces, bolos, biscoitos e açúcar. Ao sofrerem o refinamento, as fibras saem e, em seu lugar entram açúcar e aditivos, que retardam o metabolismo.  Esses alimentos ricos em valor glicêmico, são digeridos rapidamente, avisando ao cérebro que o corpo necessita mais alimento rapidamente.

PROTEÍNAS: contribuem na formação dos músculos, e estes consomem calorias rapidamente e reduzem a velocidade da digestão dos carboidratos. As proteínas indicadas são as magras: PATINHO, LAGARTO, ROSBIFE, FRANGO, PEIXES, RICOTA, OVOS, COTTAGE, SOJA E DERIVADOS.

GORDURAS: também se tornam fundamentais já que retardam a digestão dos carboidratos também e ajudam a energia a ser gasta de forma mais homogênea. Existem as gorduras:

+ Benéficas: são aquelas que limpam as artérias, como as encontradas: na castanha-do-pará, de caju, amendoim, nozes, amêndoas,pistache, pinhão, abacate, azeite de oliva extra virgem, semente de abóbora,girassol e gergelim.

– Maléficas: devem ser evitadas, já entopem as artérias, estão em: chantili, manteiga, margarina, bacon, linguiça e gordura vegetal hidrogenada.

Acelera!

Mais dicas importantes para você conseguir acelerar seu metabolismo à máxima potência!

  • Beba muita água, ela ajuda a transportar sangue para os músculos e sem ela, você fica lenta e queima menos calorias;
  • Um limão galego espremido em um copo d’água ajuda a acelerar o metabolismo;
  • Não pule refeições ou fique sem comer por muito tempo;
  • Quando for cair em tentação por um doce, deixe-o para a sobremesa, a comida evita o pico glicêmico no sangue e o aumento da insulina, que causa sensação de fome;
  • Prefira cereais e grãos integrais, não consuma corn flakes ou outros flocos de milho ou arroz refinados;
  • Não coma pipoca de cinema, a gordura afetará seu metabolismo. Prefira as de micro-ondas light;
  • Começar a refeição pelos legumes e verduras, reduz a fome e eles são ricos em fibras e nutrientes;
  • Refeições a base de alimentos de baixíssimas calorias não fornecem energia suficiente e logo em seguida você estará com fome, junte à sua salada, alguma fonte de carboidrato e uma proteína magra, além de uma gordura benéfica.
  • Frutas secas aceleram o metabolismo pois tem carboidratos benéficos, além de grande quantidade de vitaminas e minerais, além de serem antioxidantes. Misture-as aos outros alimentos.

Veja mais!