Por Nayla Georgia em 18/11/2013

O cafezinho preto de todas as manhãs é conhecido por ser um ótimo alimento termogênico, ou seja, que acelera o metabolismo e queima as gorduras. Entretanto foi descoberto recentemente que os grãos não torrados do café podem ser ainda mais eficazes quanto à queima de gorduras. Embora os grãos verdes não tenham o aroma ou sabor deliciosos dos grãos torrados, eles têm uma concentração muito maior de ingredientes queimadores de lipídios. Assim, os grãos, combinados a uma dieta balanceada e à prática constante de atividades físicas, fazem a gordura localizada ir embora rapidinho!

Grãos de café verdes e torrados

Foto: Reprodução

Como o café verde funciona?

Rico em cafeína, ácido clorogênico e polifenóis, o café in natura (verde) apresenta quantidades mais elevadas dessas substâncias do que sua versão torrada. A cafeína é famosa por ajudar a acelerar o metabolismo; o ácido clorogênico reduz a absorção do açúcar pelo organismo, fazendo o corpo queimar gorduras como fonte de energia. Além disso, nos grãos verdes há também alta concentração de cafestenol e kahweol, duas substâncias que tem como função inibir a enzima GST, protegendo o fígado do acúmulo de açúcar que acaba se transformando em gordura eventualmente. Por fim, é possível encontrar antioxidantes, quinídeos, trigonelina e lignina, que trazem vários benefícios ao corpo.

Como faz para tomar?

Cápsulas para perder peso

Foto: Reprodução

Por ter um sabor não muito agradável, o café verde não é consumido como o café preto. A melhor forma de absorver os benefícios dos grãos in natura é através das cápsulas. As doses recomendadas para um adulto variam entre 200 e 400mg por dia, esse número deverá ser indicado por um nutricionista. Dependendo de cada caso, essas cápsulas deverão ser tomadas duas vezes ao dia antecedendo 30 minutos antes do café da manhã, lanche ou almoço. Pelo alto teor de cafeína o seu consumo não é aconselhado para a noite, pois poderá atrapalhar no sono da pessoa.

Compre certo

Depois de receitado pelo seu nutricionista, lembre-se de procurar o produto que traz nas informações do rótulo “45% de ácidos clorogênicos”. Essa é a quantidade ideal para apresentar resultados benéficos ao organismo, portanto fique alerta!

Atenção!

Por ter uma concentração muito maior de cafeína, os grãos verdes não devem ser consumidos por pessoas com problemas de ansiedade e nervosismo ou com tendência à depressão e ao hipertireoidismo. As cápsulas ou outras maneiras de ingerir o café verde também são contraindicadas para idosos, crianças e gestantes. Em todo caso, busque um médico para saber se esse é o melhor ingrediente para adicionar à dieta.

Veja mais!