Por Priscila Melo em 25/05/2015

Fazer dieta não é nada fácil, mas você já pensou em fazer uma dieta e emagrecer até 4 kg em uma semana? Bom, cortando o açúcar da alimentação fica bem mais fácil alcançar seus objetivos. Mas resistir às tentações diárias de doces e sobremesas deliciosas é um grande desafio. E foi pensando nesse desafio que elaboramos esse artigo, com dietas detox para doces. Veja como emagrecer de uma forma saudável e rápida, cortando o açúcar da sua alimentação.

Tirando o açúcar gradativamente

É preciso ter cuidado com essa dieta, sabemos que o açúcar faz mal ao corpo, mas não podemos tirá-lo de uma vez da nossa dieta. Isso porque o corpo precisa de glicose para ter energia e para o cérebro funcionar corretamente. Por isso, é importante manter uma dieta que libere o açúcar aos poucos no organismo para que o hormônio da insulina fique regulado.

Os inimigos invisíveis

O açúcar não está presente apenas nos doces, ao fazer a dieta detox de açúcar você irá cortar da sua alimentação outras fontes de açúcar que provavelmente nem sabia que possuíam açúcar em sua composição. Os carboidratos, como os pães, biscoitos, massas e arroz, quando são absorvidos pelo organismo transformam-se em glicose. A batata, batata doce e grãos (como a quinua, feijão, milho, soja) também ficam de fora durante essa dieta. Até mesmo as frutas possuem açúcar natural, a frutose, que eleva a glicemia. Muitos produtos industrializados possuem açúcar em sua composição, por isso olhe bem o rótulo antes de consumir. Índices altos de glicose no organismo indicam mais gordura no corpo, principalmente na barriga!

Sem açúcar – A dieta detox para doces

Foto: Reprodução

O cardápio

Para fazer a dieta detox de açúcar e doces é preciso ter um cardápio bem limitado, por isso será preciso ter muita força de vontade e foco. Você deve preferir o açúcar das frutas, que ainda possuem fibras e vitaminas. É importante nunca pular os lanches, coma a cada 3 horas, desta forma o nível de glicose no sangue estará equilibrado e você não irá passar mal.

O arroz e o feijão serão vetados do cardápio, mas em troca você poderá consumir diversas folhas verdes, proteínas (como carne, frango, peixes) e legumes como a abóbora, alface, alcachofra, berinjela, brócolis, cenoura, pimentão, pepino, tomate, etc.

Também fazem parte do cardápio as oleaginosas (nozes, avelãs, castanhas), assim como as sementes (chia, gergelim, girassol, linhaça). Para temperar as comidas você pode usar muitas ervas, óleo de coco ou azeite. Para beber, água com gás, água sem gás, leite de coco, leite de amêndoas, café (sem açúcar), leite desnatado, chá (sem açúcar), etc.

Veja mais!