Por Katharyne Bezerra em 24/04/2018

Por que fritura faz mal é uma das grandes indagações da maioria das pessoas. Entenda as 5 principais razões para eliminar esse tipo de comida do seu cardápio diário e tire outras dúvidas relativas ao tema. Boa leitura!

Não é novidade que as frituras são opções pouco ou nada saudáveis na vida das pessoas. No entanto, elas ainda estão massivamente presentes nas alimentações diárias.

Seja um pastel de feira no café da manhã, uma batatinha frita no almoço ou uma coxinha na hora da janta. Uma dessas ou outras frituras acabam fazendo parte do cotidiano dos brasileiros.

Contudo, apesar de serem apetitosas para uma expressiva parte dos brasileiros, as frituras são, sem dúvidas, as grandes causadoras de doenças no organismo humano. De acordo com a nutricionista Cyntia Maureen, existem, pelo menos, cinco motivos para abandonar o hábito de consumir alimentos fritos.

5 razões para eliminar as frituras

Fritura faz mal e, além de aumentar o peso, pode desencadear diabetes e outras enfermidades

O consumo de fritura contribui para o aparecimento de doenças no coração (Foto: depositphotos)

1. Podem causar diabetes

Segundo a nutricionista, está comprovado cientificamente que os alimentos fritos, quando são consumidos, aumentam à resistência do hormônio que controla a taxa de glicose no sangue, chamado de insulina.

“A resistência insulínica é quando a insulina que circula no sangue não exerce sua atividade de forma plena.  As principais consequências são cansaço, mal-estar, dores de cabeça, falta de energia e, em alguns casos, o desenvolvimento do diabetes”, explica.

Veja também: Abandone as frituras de vez!

2. Aumentam as incidências de doenças cardiovasculares

Já as doenças cardiovasculares são causadas devido as substâncias contidas nos óleos utilizados para fazer a fritura.

Isto porque, o alimento quando entra em contato com o óleo aquecido, tem suas características químicas transformadas em gorduras saturadas. Esta substância, quando entra no organismo pode causar entupimento nos vasos sanguíneos e nas artérias.

“Esse acúmulo impede a passagem do sangue ao coração, o que pode causar um infarto ou um AVC (Acidente Vascular Cerebral), caso o sangue fique impedido de chegar ao cérebro”, alerta a especialista.

3. Prejudicam a absorção de nutrientes nos alimentos

As frituras não possuem muitos benefícios, e quando são condicionadas à altas temperaturas do óleo, seja ele animal ou vegetal, perdem ainda mais os nutrientes. De acordo com a nutricionista, as principais substâncias que se perdem neste processo são os antioxidantes e as vitaminas.

Veja também: Coxinha da dieta Dukan: livre de farinha e da fritura

4. Contribuem para o envelhecimento

Consumir gordura saturada em excesso é o mesmo que favorecer o aumento na produção de radicais livres no organismo, por isso que o excesso não é recomendável.

“O grande problema é que a liberação excessiva de radicais livres causa um fenômeno conhecido como estresse oxidativo, que está associado ao envelhecimento”, pontua especialista.

5. Inimigas da alimentação com baixo valor calórico

“Além dos malefícios à saúde, o acúmulo de gordura abdominal e o aumento de peso são consequências de seguir um cardápio que prioriza a ingestão de opções fritas”, conclui Cyntia.

Veja também: Nutricionista faz alerta sobre a dieta das proteínas

Veja mais!