Por Pollyana Batista em 30/11/2017

O sabonete íntimo é um produto relativamente novo no mercado. Por conta disso, muitas mulheres ainda não o inseriram na rotina diária de higiene o hábito de utilizá-lo.

Na verdade, o que muita gente não sabe é que o sabonete corporal tradicional não é o indicado para as partes íntimas da mulher. Isso acontece pois a flora vaginal contém diversos micro-organismos.

Esses micro-organismos são importantes para proteger a vagina, a vulva, bexiga, útero e trompas. Os sabonetes tradicionais não respeitam as particularidades dessas regiões e acabam atuando como atuam no restante do corpo. Isso pode aumentar a vulnerabilidade das áreas e causar desconfortos como coceiras, ardências, infecções e odores desagradáveis.

Como escolher o sabonete íntimo

O ideal é que todo sabonete íntimo não possua corantes

Para escolher o melhor sabonete, você deve ficar atenta às instruções da embalagem (Foto: depositphotos)

Veja quais são as principais características dos sabonetes íntimos e saiba como escolhê-los:

Composição

O ideal é que todo sabonete íntimo não possua corantes, não tenha bactericidas, ou seja, ele não pode combater as bactérias, pois são elas que protegem a flora vaginal.

Além disso, a composição do produto deve contar com surfactantes suaves e não ter conservantes sintéticos, chamados de parabenos.

Veja também: Branca como a neve – Faça o banho de lua em casa!

pH

Essa é a principal caraterística dos sabonetes íntimos. Ele tem que ter o pH ácido para favorecer a sobrevivência dos micro-organismo que protegem a região naturalmente.

A vagina tem o pH ácido por volta de 4,5, quando utilizamos um sabonete corporal, anulamos essa acidez, pois os tradicionais são alcalinos. Essa mistura faz com que a região fique muito mais vulnerável a infecções e outros problemas. Em casos mais sérios, pode levar até a infertilidade.

Referências

Existem muitas marcas de sabonete íntimo. Para escolher o melhor, você deve sempre ficar atenta às instruções da embalagem. Jamais use um produto que não traga informações essenciais no rótulo, como as que afirmam que ele é hipoalergênico.

Outra questão a ser observada é que ele precisa ser ginecologicamente e dermatologicamente testado. A fórmula deve ser suave para que você possa utilizá-lo diariamente.

Veja também: 5 dicas para manter a saúde da região íntima no verão. Confira

Uso

Por ser um produto específico para a região íntima da mulher, o sabonete íntimo deve ser usado todos os dias. Na hora de lavar, utilize os dedos suavemente e não passe esponjas para não agredir a região. Isso é suficiente para higienizar a área.

Outra ação comum que pode prejudicar a vagina é lavá-la constantemente com chuveirinho. Por mais que você preze pela higiene, isso só vai fazer com que a flora fique mais exposta e fragilizada.

Veja mais!