Pesquisa revela curiosidades sobre os divórcios

Curiosidades sobre os divórcios no Brasil, números e dados sobre o perfil dos casais que decidem se separar


Um levantamento feito com dados do Colégio Notarial do Brasil na Seção São Paulo, o CNB/SP, atualiza a questão de divórcios no Brasil. Esse Colégio é uma das mais antigas entidades que representa o trabalho de cartórios em nosso país. Em atividade desde 1951, ele traz à tona temas diretamente ligados aos cartórios, bem como trata de interesses da sociedade.

Maior número de divórcios

Segundo o estudo, São Paulo é o estado brasileiro onde são registrados o maior número de divórcios extrajudiciais. São 131.214 casos. Seguido por Minas Gerais que concentra 52% do total do número paulista. Por sua vez, o estado com menos divórcios é o Amapá, com 296 registros. A cada minuto um casal se divorcia no Brasil.

Pesquisa revela curiosidades sobre os divórcios

Foto: depositphotos

Divórcios em agosto

Outra curiosidade revelada pelo levantamento é que as chances das pessoas se divorciarem na segunda metade do ano é 16% maior que na primeira. E que o mês de agosto é o mês decisivo. Cerca de 34% de casais encerram o casamento neste mês em relação a janeiro.

30% só tem um filho

O perfil desses casais também foi desvendado pelos dados do CNB/SP. A maioria, cerca de 30%, só tem um filho. Outros estudos apontam que quanto mais filhos tiver o casal, há menos possibilidades de separação, pois apenas 3% dos casais com quatro filhos decidem dar fim à união.


Fim amigável

O número de pessoas que preferem se divorciar amigavelmente é 93% maior do que o número de pessoas que preferem o litígio. Em 2014, mais de 175 mil pessoas fizeram essa opção, contra 91 mil que preferiram entrar na Justiça de forma não consensual.

Mulheres dizem fim

O IBGE, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística também pesquisou acerca do tema. De acordo com a entidade, a 70% dos pedidos de divórcio feitos em 2014 partiram das mulheres.

Comunhão de bens

Desses, mais de 236 mil casos ocorrem em regime de comunhão parcial. Esse tipo de divórcio, tudo o que for adquirido durante o casamento por ambos deve ser partilhado pois pertence ao casal. A comunhão parcial de bens acontece mesmo se o objeto esteja no nome só do marido ou somente da esposa.

Idade dos divorciados

A idade das pessoas que decidem se divorciar também é relevante para o estudo, que revela que o homem se divorcia mais entre 35 e 39 anos, cerca de 15%. Já para as mulheres, a idade entre 30 e 34 anos, cerca de 18%, é quando ocorre a maior parte dos divórcios.