Por Débora Silva em 01/09/2015

Vez ou outra nos bate aquela vontade de “assaltar a geladeira” à noite ou mesmo de madrugada, não é? Quem faz dieta sabe que o melhor a se fazer é evitar esta atitude, pois alguns alimentos podem interferir no peso e na saúde.

Durante a noite, o metabolismo fica mais lento, com a redução da queima de calorias. Por este motivo, ingerir determinados alimentos antes de deitar pode favorecer o ganho dos indesejáveis quilinhos extras.

Quais alimentos eu devo evitar no período da noite?

No geral, o indicado para o período noturno é evitar comidas ácidas, gordurosas ou que contenham estimulantes que tirem o sono. Além disso, não é aconselhável comer e deitar logo depois, já que os alimentos podem retornam do estômago para o esôfago, provocando refluxo, queimação, azia e má digestão. O ideal é deitar duas horas após a refeição.

Os piores alimentos para comer à noite que quebram a dieta

Foto: Pixabay

Especialistas afirmam que os alimentos mais indicados para a noite são frutas como a banana, cereais sem açúcar ou chá de camomila, que ajudam a acalmar o estômago.

Confira a seguir quais são os piores alimentos para comer à noite:

  • Fast food – Os alimentos fritos possuem elevado teor de gordura e demoram mais para serem digeridos, o que pode causar insônia, pesadelos e apneia;
  • Refrigerante – Por ser muito ácido, o refrigerante pode danificar as válvulas entre o estômago e o esôfago. Além disso, o gás presente na bebida aumenta a pressão dentro do estômago, o que pode causar desconforto. Os refrigerantes de cola são ricos em cafeína e podem causar insônia;
  • Queijos amarelos e cremes com leite – Estes alimentos são muito gordurosos, o que demanda maior energia para serem digeridos. Caso não tenha outra opção, prefira o queijo parmesão, suíço ou aqueles que possuem consistência mais dura;
  • Castanhas – As castanhas são “gorduras boas”, mas devem ser evitadas à noite porque podem causar refluxo, assim como qualquer outro tipo de gordura. Recomenda-se evitar principalmente a castanha-de-caju, noz, macadâmia e amendoins; já o pistache e as amêndoas são menos prejudiciais neste sentido.
  • Chocolate – Além de calórico, este doce também pode conter cafeína e um estimulante denominado teobromina, que deixam o indivíduo mais agitado e podem tirar o sono. O sono adequado é essencial para emagrecer ou definir os músculos;
  • Frutas e bebidas cítricas – Possuem elevado teor de acidez e podem ficar reagindo no estômago durante a noite, quando não nos alimentamos antes;
  • Molhos – Os molhos dificultam a digestão e podem causar refluxo.

Veja mais!