Por Débora Silva em 25/02/2016

Bastante prática, a chapinha é uma grande aliada para modelar os fios, oferecendo o resultado desejado em poucos minutos. Mas, como é um aparelho que está em contato direto com os fios, se for utilizada de forma errada, pode detonar os seus cabelos.

Neste artigo, confira os erros mais comuns que muitas mulheres cometem ao usar a chapinha e que você precisa evitar.

Erros mais comuns ao usar chapinha nos cabelos

Temperatura muito alta ou muito baixa

É importante que você adquira um aparelho que ofereça diferentes regulagens de calor, pois, se você usar o produto em uma temperatura muito alta, poderá torrar os fios; se a temperatura estiver muito baixa, não conseguirá modelar o seu cabelo. Por este motivo, é necessário poder controlar a temperatura do aparelho.

Alguns modelos oferecem o limite de temperatura acima de 200ºC, mas o ideal é que não passe de 180ºC para que o calor não queime os fios.

Já a temperatura muito baixa pode obrigar a passar a chapinha várias vezes na mesma mecha, aumentando a exposição ao calor e o atrito sobre os fios.

Esquecer o protetor térmico

Os protetores térmicos ajudam a proteger os fios e são muito indicados para quem faz chapinha. Além de proteger os fios, estes produtos dão acabamento e texturas a eles.

Por isto, sempre use protetores térmicos ou produtos termo ativados antes do secador e da chapinha.

Os erros mais comuns de quem usa chapinha nos cabelos

Foto: Pixabay

Pranchar a raiz várias vezes

Além de aquecer muito os fios, passar a chapinha várias vezes na mesma região deixará o cabelo com uma aparência opaca e pesada, pois vai espalhar a oleosidade da raiz pelo resto do comprimento.

Passar a chapinha muito devagar

Deslizar a chapinha muito devagar pelo comprimento dos fios aumentará o tempo de contato do calor com a mesma região da mecha e pode deixar o cabelo marcado com linhas.

Deslizar a chapinha reta

Descer a prancha reta pode fazer com que as pontas fiquem espigadas e com aquele ar chapado. Para evitar isso e obter um resultado liso natural, prefira os aparelhos com corpo arredondado e, quando estiver chegando às pontas, dê uma leve girada no punho.

Prender o cabelo logo depois de terminar o alisamento

Prender os fios com elástico enquanto eles ainda estão quentes vai deixá-los marcados. Evite prender o cabelo na hora seguinte ao alisamento e, se não tiver outra saída, use presilhas.

Ter pressa

Não tente economizar tempo passando a prancha em uma larga mecha de fios, pois isto poderá acabar com a saúde dos seus cabelos. Separe mechas finas e passe 3 vezes no máximo.

Veja mais!