Por Lilian Druzian em 21/11/2011

A psoríase caracteriza-se pelo surgimento de lesões em placas, que podem ser pequenas ou em grandes extensões, podendo atingir várias partes ou até o corpo inteiro.

Cada tipo de manifestação dessa doença tem um nome específico, caracterizando a parte em que aparece ou o formato das manchas.

Não é uma doença contagiosa e não se sabe a causa exata, apenas que algumas pessoas tem predisposição genética e, de acordo com alguns fatores desencadeantes, como o estado emocional, abalado pelo estresse, muitas vezes, pode se manifestar.

Veja algumas fotos de casos de psoríase e como são as lesões

Psoríase na cabeça

Problema no couro cabeludo

 

Psoríase nas unhas

Nas unhas

 

Psoríase

Aparência da psoríase

 

Psoríase no braço

No braço

Veja alguns tipos

  • ERITRODÉRMICA – afeta grande área ou a pele toda, surgindo na maioria das vezes em placas vermelhas que descamam. Pode se estender pelo corpo inteiro, mas o normal é que afete pequenas áreas, como couro cabeludo, cotovelos, tronco, joelhos, etc.
  • UNGUEAL – as lesões se concentram nas unhas;
  • PUSTULOSA  – as lesões são bolhas nas palmas das mãos e pés;
  • ARTRITE PSORIÁSICA – as articulações das mãos inflamam e, se não forem tratadas, podem ficar até destruídas!
  • GUTATA – lesões em forma de gotas, normalmente estão ligadas à infecções da garganta;
  • PALMO-PLANTAR – quando as palmas das mãos e as solas dos pés ressecam e descamam.

A psoríase não tem cura definitiva, mas os tratamentos são feitos de acordo com a apresentação do quadro e tem bons resultados, embora não haja garantias de que os sintomas não voltem a aparecer depois de algum tempo. Também é importante que a pessoa portadora preste bastante atenção ao seu estado na época em que os sintomas surgirem, como o  emocional, por exemplo, para que tenha condições de prevenir novos surtos evitando possíveis fatores desencadeantes, como ansiedade e estresse. Manter a pele do corpo muito bem hidratada também pode ajudar a evitar que surjam as lesões.

Além disso, o tratamento também pode contar com uma forma simples e econômica: o sol! Pegar sol moderadamente nas lesões, ajuda a cura.

Veja mais!