Por Wanessa Galvão em 23/05/2013

Você já ouviu falar em feno-grego? Essa especiaria tem sua origem enraizada entre a Índia e o Paquistão e está sendo muito utilizada atualmente como planta medicinal. Mais conhecido como alfarva ou alforva, o feno-grego colabora na redução dos níveis de glicose em diabéticos e possui fortes propriedades antioxidantes. Isso quer dizer que ela retarda o envelhecimento da pele e de todas as células do corpo.

Sementes de feno-grego

Sementes de feno-grego | to: Reprodução

O feno-grego que antes não era lá muito fácil de ser encontrado já está conseguindo seu espaço nas prateleiras de especiarias nas feiras e nos supermercados, isso tudo porque estudos mais recentes sobre a especiaria vêm sendo divulgados e as conclusões parecem milagrosas: O feno-grego ajuda a emagrecer e combate da anemia até as células cancerígenas.

O feno-grego no organismo

A especiaria contém diosgenina e isoflavonas de estrogênio, que são semelhantes ao hormônio feminino, o estrogênio. Isso quer dizer que seu consumo ajuda a diminuir os sintomas da menopausa. Seu consumo se mostra muito benéfico à saúde da mulher também durante o período de amamentação e o período menstrual, onde as cólicas são amenizadas por ele.  O esteroide diosgenina, presente no feno-grego, foi identificado também como um forte anticancerígeno.

O feno-grego ajuda a reduzir sig­ni­fica­ti­va­mente o coles­terol do sangue, porque contém galac­tomananos, um tipo de fibra nat­ural solúvel que reduz também o risco de doenças cardiovasculares e auxilia na liberação do açúcar pela urina, beneficiando principalmente os diabéticos tipo 1 e 2. Para ter esses benefícios, no entanto, é necessário con­sumir diari­a­mente entre 15 a 20 gra­mas de feno-grego.

A especiaria também se mostra benéfica nos tratamentos contra anemia ferropênica, dor de garganta e tosse, problemas nos rins e doenças gas­troin­testinais.

Seu consumo ajuda a emagrecer?

Feno-grego para quem quer emagrecer

Foto: Reprodução

A fibra nat­ural solúvel de nome Galac­tomanana é encontrada em grande quantidade no feno-grego e se mostrou em diversas pesquisas uma maravilhosa inibidora de apetite. A fibra se incha assim que chega ao estô­mago e com isso passa a impressão de saciedade por mais tempo.  A planta ainda contém propriedade que facilitam a digestão e com isso ajuda na melhor absorção dos nutrientes pelo organismo.

O consumo do feno-grego pode ser feito em forma de chá, de cápsulas ou incluído no preparo dos alimentos. Já as sementes da planta podem ser moídas e diluídas no leite ou em sucos.

Mas atenção: o consumo do feno-grego NÃO é aconselhado durante a gestação, porque pode provocar o aborto e o consumo em altas doses pode provocar desconfortos intestinais.

Veja mais!