Por Natália Petrin em 30/06/2014

Todas nós, mulheres, conhecemos as pílulas anticoncepcionais e seus milagrosos efeitos para conter nossas TPMs e também na prevenção da gravidez. Mas quem é que nunca esqueceu de tomar a pílula algum dia, não é mesmo? Para solucionar os problemas de esquecimento das pílulas, a ciência fornece mais duas soluções: as injeções e os implantes hormonais subcutâneos. Hoje, viemos contar para vocês sobre os implantes.

O que são os Hormônios?

Os hormônios nada mais são do que substâncias produzidas pelo nosso corpo e transportadas por meio do sangue. Com ações diversas como o crescimento, desenvolvimento, regulação do metabolismo e auxílio nas funções reprodutivas, os hormônios são governados por ações cerebrais.

Os que nos interessam hoje, são os sexuais. Esses, começam a ser produzidos em torno dos dez anos de idade e, quanto mais velho você for, menor será a quantidade de hormônios que irá produzir. Nas mulheres, a pausa total da produção dos hormônios caracteriza o período que chamamos de menopausa. Os hormônios sexuais são responsáveis pela nossa reprodução, mas também pela nossa TPM e sofrimentos mensais, o que faz com que muitas das mulheres procurem meios de aliviar os sintomas.

Conhecendo o implante hormonal

Implantes hormonais são perigosos?

Foto: reprodução

Os hormônios usados nos implantes são bioidênticos, ou seja, são iguais àqueles produzidos em nosso corpo. A determinação da quantidade de cada um dos hormônios, deve ser feita pelo médico, da mesma forma que ele faz quando receita determinado anticoncepcional para você. O implante hormonal é feito com o silicone, mesmo material usado nos implantes mamários e possui formato de um tubo com tamanho de quatro a cinco centímetros, comportando cerca de 50mg de substância hormonal. O implante faz a liberação do material de acordo com a necessidade do paciente.

Agora imagine que esse implante, além de prevenir a gravidez, irá reduzir a sua TPM, aumentar a massa muscular, eliminar celulites, ajudar na perda de peso e ainda, de quebra, ajuda a aumentar sua libido? Mágico, não é mesmo? Mas é preciso ter em mente que, apesar de ajudar nestes fins, o implante não foi feito com esse objetivo, certo? Sua ação é de um anticoncepcional como qualquer outro.

Vantagens e desvantagens

Já conhecemos o que é e seu tamanho, mas vale a pena fazer um implante hormonal? Isso, quem irá decidir é você, junto ao seu médico, colocando na balança os pontos positivos e negativos.

Pontos positivos

  • Não se preocupar em tomar o comprimido diariamente correndo o risco de esquecê-lo;
  • Alívio da TPM e prevenção da gravidez;
  • Possível melhoria na massa muscular, eliminação de peso e celulites;
  • Possível aumento da libido;
  • Opção de períodos de seis meses, um, três ou cinco anos;
  • Aplicação hormonal sem passar pelo fígado ou estômago, diretamente na corrente sanguínea;
  • Falha inferior aos comprimidos, sendo inferior a 1%.

Pontos negativos

  • Alguns possíveis efeitos colaterais como surgimento de acnes, aumento dos pelos e possibilidade de câncer de mama;
  • O chip caminha pelo corpo, dificultando sua retirada;
  • Aumento da oleosidade da pele;
  • Possível perda de cabelo;
  • Falta de estudos que comprovem a eficácia quanto às vantagens estéticas;
  • Altos valores, podendo chegar a R$ 3.000,00.

Alguns médicos recomendam o uso, mas é preciso estudar corretamente as dosagens e se seu corpo se adapta ao método. Além disso, se você pretende usar apenas para melhorar o formato de seu corpo, pode ir parando por aí! Existem muitos efeitos negativos, inclusive contrários ao esperado. Os efeitos colaterais são grandes, pois o uso da testosterona pode afetar seu corpo aumentando os riscos de doenças cardiovasculares, alterando a sua voz e seu sono.

Além disso, existem três tipos de implantes hormonais regulamentados pela ANVISA, Agência Nacional de Vigilância Sanitária, e todos possuem finalidades precisas, passando muito longe dos fins estéticos e seu uso pode ser caracterizado como erro médico.

Por isso, garotas, consultem sempre seu médico, perguntem, tirem todas as dúvidas sobre os implantes, seus efeitos colaterais, dosagens e hormônios que serão aplicados, pois se usados corretamente, podem ser a solução para as esquecidas, mas para fins estéticos, podem ser um desastre.

Veja mais!