Por Layal Antanios em 28/03/2012

Tamarindo do Malabar

Garcínia cambogia é uma pequena árvore que tem sua origem das florestas da região do Camboja, Sul da África e Polinésia, e é cultivada em países do Extremo Oriente e na Índia.

Na Índia, a Garcínia ou “Tamarindo do Malabar”, é utilizada há centenas de anos, seja na Medicina Ayurvédica, ou na tradicional gastronomia, incluída na preparação do caril, além da conservação de alimentos.

É interessante dizer que a Garcínia é pertencente à família das Gutiferáceas e as partes da planta mais usadas são a polpa do fruto e a casca seca. O seu fruto possui o tamanho aproximado de uma laranja.

Garcínia Cambogia

O ácido hidroxicítrico (AHC) é a principal substância encontrada na pele do fruto, e o grande responsável pelas substâncias saciantes da Garcínia.

ACH – ácido hidroxicítrico

Saiba que o AHC conta com três agentes para promover a perda de peso. Confira:

  1. Agente bloqueador de gorduras – Os hidratos de carbono, que quando consumidos se transformam e se armazenam na forma de gordura. Nessa fase, é preciso da participação de uma enzima chave, a ATP-citrato liase. O AHC então se liga a essa enzima e a bloqueia, inibindo o armazenamento da gordura.
  2. Mais glicogénio – As calorias não armazenadas sob o formato de gordura terão outro caminho. Ao bloquear a ATP-citrato liase, o AHC é capaz de transferir as calorias para formar glicogênio, a forma de açúcar que é armazenada no fígado e nos músculos.
  3. Diminuição do apetite – O AHC controla o apetite por meio de uma síntese maior de glicogênio, o que significa que as suas reservas estão altas. Assim os receptores do açúcar no fígado são incentivados e mandam um sinal de saciedade ao nosso cérebro.

Quem deseja emagrecer obterá ótimos resultados com o consumo deste fruto.

Veja mais!