Por Ana Ligia em 14/09/2016

É normal ouvirmos sobre a importância de dizer aquilo que sentimos. Mas você sabia que não ser sincero com o que de fato pensamos pode ser algo prejudicial à saúde?

Segundo a psicoterapeuta Maura de Albanesi, falar aquilo que sentimos é um ato extremamente saudável.

“Às vezes, as pessoas acham que expor os sentimentos é algo que pode magoar o outro. Mas quando expomos o que sentimos estamos nos expressando e isso é saudável. Não significa agir por impulso, se expressar de maneira grosseira e ferir os sentimentos do outro. Vamos adotar sempre a gentileza em nossas ações. É possível ser verdadeiro e se expressar de forma polida e educada”, destaca.

Especialista revela: mentir pode ser prejudicial à saúde

Foto: depositphotos

Ela explica que tudo depende apenas da maneira como dizemos as coisas. “Abrir o coração e falar tudo o que sente e pensa é algo positivo, desde que a pessoa seja “dócil e amorosa”, em seu jeito de agir e se relacionar com os demais”, explica.

Manter as situações sempre claras e ser franco com o próximo é uma das melhores maneiras de se preservar uma relação de cumplicidade e lealdade.

A psicoterapeuta ainda acrescenta: “Além disso, também se trata de uma forma de sermos sinceros e trazer mais autenticidade a nossa vida. E quando somos autênticos e verdadeiros, o nosso corpo vivencia mais equilíbrio. Todas essas questões refletem bastante em nossa saúde e bem-estar”, ressalta.

Podemos até conseguir enganar o próximo, mas, jamais o nosso corpo. Segundo a psicoterapeuta, nosso organismo sempre sabe quando não estamos sendo sinceros e reage a isso. O organismo capta uma alteração na circulação sanguínea e coração, o que gera um conflito interno.

“Essa falta de transparência é identificada pelo corpo e tudo isso gera um estresse, criando um desequilíbrio em nosso organismo. Pequenas ondas de estresse são emitidas, quando não agimos com sinceridade. Isso acarreta problemas em nossa saúde ao longo do tempo. Estresse nunca é saudável para o nosso corpo e mente. É melhor ser autêntico e se expor – sem medo de ser retaliado, mas a pessoa não pode abrir mão da educação e polidez”, alerta.

Veja mais!