Publicado por Débora Silva

Apesar de ser resultado do processo inevitável e natural de envelhecimento, o aparecimento das rugas causa bastante incômodo a muitas pessoas. As linhas e depressões que se formam na pele com o passar do tempo podem ser de dois tipos: as horizontais e as verticais.

É comum associarmos a ruga às linhas horizontais, mas as verticais na testa merecem atenção, pois estão ligadas ao hábito diário de dormir.

Neste artigo, saiba mais a respeito da formação das rugas verticais e conheça um tratamento não-invasivo para resolver o problema.

Entenda como se formam as rugas verticais e como impedir que apareçam

Foto: depositphotos

 A formação das rugas verticais

O aparecimento dos diferentes tipos de rugas ocorre devido à desidratação da pele e à redução natural na produção de colágeno e elastina. As rugas verticais geralmente aparecem na testa, entre as sobrancelhas, e ao redor da boca. Esse tipo de ruga é mais profundo do que a horizontal e, por esse motivo, o tratamento deve ser mais intenso e constante.

As principais causas da formação das rugas verticais incluem a posição de dormir e o envelhecimento natural da pele. Segundo o dermatologista Dr. Abdo Salomão Jr., membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia, a posição de dormir é a causa mais comum do surgimento das rugas verticais.

O especialista afirma que esse tipo de rugas é influenciado pelo hábito de dormir de lado, pois a pele sempre “dobra” no mesmo local, o que favorece o aparecimento das marcas.

De acordo com o dermatologista, as rugas verticais se formam principalmente a partir dos 40 anos, mas também podem aparecer aos 30, em indivíduos com fototipos mais claros.

“Elas têm influência do envelhecimento celular, uma vez que quando a pele é jovem e tem elasticidade, ela contrai e volta ao normal sem criar o sulco, porque tem muitas fibras elásticas. À medida que o paciente envelhece, ocorre a diminuição dos níveis de fibras elásticas e isso acaba formando as rugas”, explica o profissional.

Ainda de acordo com o Dr. Abdo Salomão Jr., a ruga médio frontal, que é aquela que surge no meio das sobrancelhas, aparece em pessoas muito expressivas e se formam verticalmente por contração da musculatura da região.

Tecnologia para acabar com as rugas verticais

Para resolver o problema das rugas verticais, o dermatologista Dr. Abdo Salomão Jr. recomenda a tecnologia Megafocus, que é menos invasiva. Trata-se de um ultrassom microfocado da plataforma Solon que atinge o músculo, enrijecendo e deixando a musculatura mais firme.

Segundo o especialista, o procedimento costuma melhorar a aparência das rugas verticais, além de elevar a sobrancelha e promover um lifting não cirúrgico.

Veja mais!