Por Nayla Georgia em 18/04/2014

Quem acompanha a cantora Mariana Belém nas redes sociais já está ciente da grande mudança na vida e na silhueta da filha de Fafá de Belém. Há algum tempo ela apareceu contando o segredo desse sucesso: o método de dieta Ravenna. Em três meses e meio ela já tinha enxugado 15kg e continuou perdendo peso!

Antes e depois Mariana Belém

Foto: Reprodução

Criada por um psicanalista da Argentina, Máximo Ravenna, essa dieta se baseia em três pilares: corte, medida e distância. Juntos eles prometem um resultado satisfatório para quem deseja perder peso, reeducar os hábitos de alimentação, fugir do sedentarismo e ainda melhorar o humor e a autoestima. Tudo isso acontece justamente por essa não ser uma dieta como as outras, além de acompanhamento nutricional, ela também conta com educação física e conselho psicológico.

Os três pilares

Corte

Podemos considerar que o primeiro pilar se refere a cortar os excessos. Seja da compulsão alimentar, do número de refeições por dia, de calorias, etc. Essa é a etapa mais importante, pois além de ser bastante radical é a que faz toda a diferença no processo.

Medida

Esse conceito se relaciona às mudanças nas medidas, seja a redução corporal ou a redução nas porções de alimentos ingeridos.

Distância

Por último, o conceito da distância diz respeito ao afastamento da paciente que sofre com compulsão alimentar quanto à comida. É o conceito que mais está ligado às pessoas que não conseguem parar de comer compulsivamente.

Como funciona a Dieta Ravenna?

Dieta Ravenna

Foto: Reprodução

Os resultados da dieta, nos casos relatados, foi de que cerca de 5% do peso total de cada pessoa foi perdido ao final de cada mês. Vale conversar com seu médico para saber por quanto tempo de dieta será necessário passar para perder todo aquele peso desejado.

Os primeiros passos da Dieta Ravenna mexem com os carboidratos consumidos. Esses ingredientes, que são muito importantes para a saúde, são reduzidos e alguns deles saem do cardápio por não agregarem benefícios consideráveis, sendo substituídos pelos chamados “carboidratos complexos” – grãos integrais, frutas, verduras e cereais.

Com quatro refeições diárias, contrariando a ideia de se alimentar a cada três horas, essa dieta respeita bem os horários do café da manhã, almoço, café da tarde e jantar. Cada refeição dessas deve ser indicada pelo profissional. Depois de recriar um cardápio ideal para seu caso, ele irá indicar o acompanhamento de suplementos alimentares.

Suplementos alimentares na dieta?

Sim. Embora o cardápio receitado pelo nutrólogo seja rico em vitaminas , fibras e sais minerais, a restrição calórica, no entanto, não será suficiente para suprir as necessidades do organismo. Por isso alguns suplementos podem ser receitados durante a dieta, conforme a necessidade de cada indivíduo.

Mexa-se!

Atividade física

Foto: Reprodução

Praticar atividades físicas é importante para qualquer dieta funcionar. Na Dieta Ravenna os exercícios físicos são passados com auxílio de um profissional que entenda a importância do movimento em uma dieta hipocalórica. Cada caso deverá ser avaliado de acordo com o desempenho e os limites de cada paciente.

Terapia dos alimentos

Terapia dos alimentos

Foto: Reprodução

Comer compulsivamente pode estar ligado a algum problema psicológico. O suporte de um profissional da área psicológica será valioso para dar apoio, motivação e foco para quem está na dieta. Além disso, alguns grupos de pacientes são formados e eles contam seus desempenhos semanal, quinzenal ou mensalmente.

Veja mais!