Por Nayla Georgia em 04/09/2012

A forma revolucionária de perder quilos é a Dieta do pH, que busca equilibrar o pH do sangue com uma alimentação rica em alimentos mais alcalinos, como os vegetais, frutas e sementes. Com uma alimentação mais alcalina o corpo fica mais equilibrado e mais saudável, além de que várias doenças serão evitadas e o ganho de peso será impedido.

O que é a Dieta do pH?

Entendendo o pH

Dieta do pH

Foto: Reprodução

Para compreender os efeitos dessa dieta que promete grandes resultados, é preciso relembrar das aulas de química para entender o que é pH. Esse termo significa “potencial hidrogeniônico” e é ele quem indica a concentração de íons em um fluido classificando-o como alcalino ou ácido. O pH é medido numa escala de 0 a 14, considerando que até o nível 7 é ácido e acima disso é básico (alcalino). A água é considerada neutra, pois seu pH é igual a 7. O sangue já é alcalino, com seu pH de aproximadamente 7,4, e nosso corpo necessita estar levemente alcalino para funcionar bem. Tendo em mente que todas as reações metabólicas geram ácidos, não é uma boa ideia se alimentar com mais ácidos, mas sim como mais bases que irão ajudar a neutralizar a acidez naturalmente produzida.

A dieta

Baseada em consumir apenas alimentos alcalinos, a Dieta do pH visa controlar o potencial hidrogeniônico do sangue. Como já falado anteriormente, os alimentos alcalinos irão ajudar a neutralizar a acidez natural que é produzida pelo organismo. Como resultado, o corpo fica mais equilibrado, pobre em radicais livres, pouca retenção de líquidos e ainda consegue emagrecer. É importante lembrar que as pessoas com doenças graves não devem seguir essa dieta, pois ela pode ser um pouco agressiva para o que o sistema já está acostumado, por isso é indicado a visita a um médico. Para começar o processo de equilíbrio do pH do corpo é preciso cortar do cardápio todos os alimentos ácidos. 75% do que for ingerido será alcalino e não existe um tempo determinado para terminar a dieta, contudo um mês já é o suficiente para o começo, pois é um tipo de dieta muito restritiva. Ao terminar, volte a introduzir os alimentos ácidos gradativamente e, se possível, elimine alguns de seu cardápio. Caso a aceitação for positiva, a dieta poderá ser repetida em 3 a 6 meses.

Alimentos alcalinos

  • Azeite de oliva;
  • Vegetais como: aspargo, batata, brócolis, couve, espinafre, beterraba, alface, abóbora, abobrinha e outros vegetais folhosos verde-escuros;
  • Frutas como: abacaxi, figo, mamão, kiwi, amora, pera, maçã, limão, lima e melão;
  • Sementes e grãos como: arroz integral, grão de bico, castanhas, cereais integrais e amêndoas.

Alimentos ácidos

  • Açúcar e adoçantes;
  • Sal;
  • Cafeína e café;
  • Ovos;
  • Bebidas alcoólicas;
  • Leites e derivados;
  • Carnes;
  • Mel;
  • Chocolate;
  • Alimentos industrializados, diets ou lights;
  • Geleia;
  • Refrigerantes;
  • Farinha e pães.

Alguns dos muitos benefícios da dieta

A dieta do pH previne doenças crônicas, como a diabetes, hipertensão, doenças cardíacas e até mesmo o câncer. A manutenção do peso é feita de forma saudável e ainda é possível ter uma reeducação alimentar que poderá servir para o resto da vida. As práticas de atividades físicas até ficam mais interessantes durante essa dieta.

Veja mais!