Por Débora Silva em 25/08/2016

As decisões fazem parte da vida e o mais indicado é que estejamos bem e tranquilas para melhor tomá-las.

O problema é que o ato de decidir coisas que são muito importantes acaba causando uma verdadeira confusão na nossa mente.

Podendo até causar desequilíbrios, uma vez que envolve um conflito entre o emocional e o racional.

Mas como tomar decisões difíceis com mais tranquilidade? A psicoterapeuta Maura de Albanesi afirma que é possível se livrar da indecisão seguindo apenas uma dica.

Dica para tomar decisões difíceis sem perder o equilíbrio emocional

Foto: depositphotos

Por que tomar decisões é tão difícil?

Ter que decidir se vai mudar ou não de cidade, se vai trocar de carro, se termina ou não um relacionamento e tantas outras decisões difíceis fazem parte da nossa vida.

Muitas pessoas sofrem com o fato de terem que tomar uma decisão, adiam até o limite e depois ainda se culpam achando que não resolveram o impasse da maneira mais acertada possível.

Sabemos que é importante analisar a situação e colocar os prós e os contras na balança, mas, ainda assim, escolher é sempre uma tarefa complexa. Mas por quê?

Segundo a psicoterapeuta e líder-couch, Maura de Albanesi, ocorre um conflito entre o nosso lado emocional e o lado racional. “O nosso lado emocional procura o que é o mais desejado para nós, mas o racional busca o que é mais importante para nós.”, afirma a especialista.

Albanesi explica que, nesse conflito, pensamos se a nossa decisão vai interferir na vida de pessoas e questões que nos são importantes, como família, trabalho e amigos.

Ao pesarmos os prós e contras, também nos questionamos se a decisão não vai contra o nossos valores, quais serão as consequências e por aí vai.

“O emocional, por exemplo, quer mudar de emprego. Mas começam a vir as perguntas: Como vou conseguir? Vou ficar sem dinheiro? Será que vai ser bom? Será que vou conquistar amigos no novo trabalho? Vou me dar bem?

E, a partir desses questionamentos, travamos e ficamos estagnados, pois há uma tendência natural da pessoa entrar na zona de conforto, em consequência do racional”, explica a psicoterapeuta.

Dica para tomar decisões com mais facilidade

A psicoterapeuta afirma que, em todas as vezes que precisamos tomar uma decisão e não conseguimos, é porque existe um conflito entre racional e emocional. E como sair deste impasse?

É necessário adotar a estratégia de listar os pontos positivos de cada escolha. Por exemplo, o que há de bom em continuar no mesmo emprego? O que você ganhará se mudar de trabalho? Ao responder tais perguntas, enumerando os pontos positivos, a profissional garante que terá uma noção do que é melhor para você.

De acordo com a especialista, esta única dica é a melhor que podemos seguir, porque devemos tomar a decisão em cima dos pontos positivos, e não dos negativos. O ser humano odeia perder e, por este motivo, a decisão deve estar em cima dos ganhos.

Veja mais!