Por Ana Ligia em 06/09/2016

Acreditar que estamos predestinados a permanecermos em uma determinada situação, pode ser algo extremamente prejudicial em nossa vida. O sentimento de sermos incapazes de poder fazer algo para mudarmos uma realidade que nos assombra, nos deixa de mãos atadas.

Mas os problemas não devem ser encarados dessa forma. Somos os protagonistas e autores das nossas vidas.

Segundo a psicoterapeuta Maura de Albanesi, muitas pessoas não tentam mudar situações ruins em que se encontram por acreditarem que aquilo faz parte de algo pre-escrito.

destino-e-uma-construcao-baseada-em-acoes-e-escolhas

Foto: Pixabay

“Elas acham que um momento ruim na vida irá continuar, afinal o destino é esse. Mas o destino não tem a ver com aquela acomodação de que não resta nada a fazer; ele tem a ver com o que eu planto hoje para colher amanhã. Nossos passos selam nosso destino”. revela.

Ir atrás da felicidade

Segundo a especialista, acreditar que certos momentos da vida são irreparáveis e fazem parte de algo já predestinado, pode nos impedir de ir atrás da felicidade, resultando em um processo de inércia e fazendo com que fiquemos em nossa zona de conforto e não lutemos para mudar o que nos incomoda.

“O destino é uma escolha; se você optar por transformar as suas ações, seus pensamentos, seus sentimentos nos mais elevados, altruístas e benéficos, seu destino certamente estará de acordo com essa construção”, explica Maura.

Passos para alcançar realização pessoal

Para deixar de lado essa situação de acomodação e aceitação, a psicoterapeuta recomenda quatro passos:

1- Empenho – “Estar empenhado e viver em busca de realizações, essa é uma forma de sair da zona de conforto e acomodação e escrever seu próprio destino”, afirma.
2- Sabedoria – “Ter consciência e pensar sobre as melhores formas de conseguir reverter uma situação é condição indispensável para construir a felicidade. Entrar em contato consigo mesmo, pensando e repensando os seus atos, pode ajudar na conquista por bons momentos”, destaca.
3- Gentileza – “A gentileza é a base para qualquer relacionamento social. Sem a polidez e a educação não existe virtude. Quem age de maneira agressiva, obviamente, cultiva agressividade. A gentileza é o terreno onde as virtudes podem pousar”, indica.
4- Confiança – “Ninguém tem o poder de definir mais o certo ou errado para sua vida. Ser confiante é ter segurança de que não falta empenho, sabedoria e gentileza para construir um destino saudável”, finaliza.

Veja mais!