Por Daiane Silva em 30/11/2011

Saiba tudo sobre a depilação da virilha

Cuide-se!

Vem chegando o verão e, até as mulheres que não costumam se preocupar muito com a “zona de lazer” quanto aos pelos, passam a se remexer na cadeira ao se falar a respeito de biquini, praia e… depilação na virilha! Esse é um ponto que deixa muita gente desconfortável, em dúvida. Decidir qual método de depilação é o ideal para essa região tão delicada, qual dói menos, qual não causa alergias, enfim, as dúvidas são muitas!

A maior delas diz respeito à dor! Imaginar os pelos da região sendo arrancados deixa muitas mulheres arrepiadas! Mas, ao contrário do que pensam, a dor não é absurda, apesar de ser um pouco mais intensa do que a das pernas, já que é uma região muito sensível. Outra questão que gera dúvidas: qual método é o melhor?

Apesar das diversas opções, desde as lâminas até os aparelhos elétricos, as melhores opções são a cera quente e o aparelho elétrico. Ambos arrancam os pelos pela raiz, sendo que a cera quente é a opção mais corriqueira, principalmente para quem vai ao salão para depilar, ou ainda não se animou a encarar essas depilações que arrancam os pelos. O aparelho elétrico é prático demais! Não faz sujeira nenhuma e tem o mesmo efeito, tira os pelos pela raiz e a depilação dura mais tempo. Já a cera quente, abre os poros e facilita a saída dos pelos.

Mais detalhes

As mulheres atualmente, tem preferido a depilação de virilha cavada, que pode ser cavada ou SUPER cavada, e esta tira todos os pelos de toda a região, até o ânus. Algumas ainda tem restrições quanto a isso, mas, quando se acostuma, nota-se uma grande diferença em termos de estética e higiene, especialmente no período menstrual!

Uma boa dica para quem quer fazer uma depilação na virilha é aparar os pelos antes de arrancá-los, mesmo que não faça a depilação de todos os pelos, assim, os pelos longos não correm o risco de grudarem na cera na hora da depilação.

O resultado normalmente dura entre vinte e trinta dias, conforme o tipo de pelos, que então, começam a crescer. Às vezes, acontece algo que incomoda, que é o pelo encravado, mas até isso tem solução. Isso acontece porque o pelo, retirado na raiz, nasce mais fino e não tem muita força para sair da pele, mas, esfoliando a região, (com delicadeza é lógico!), reduzem as chances. Algumas optam por alternar a depilação com cera e a depilação com lâmina, para modificar o pelo. Apesar de eles não engrossarem ao serem depilados com lâmina, como muitas pessoas acreditam, acabam sim, ficando com forma diferente.

Realmente não há problema em se depilar com lâminas, mas, como a região tem muitas curvas, não fica completamente lisinha; além disso, quando os pelos começam a crescer (possivelmente um ou dois dias após) começam a pinicar e isso pode ser um tormento!

Veja mais!