Por Ana Ligia em 28/03/2017

O sapato de salto alto é um dos itens mais encontrados no closet de uma mulher. E o acessório parece nunca sair de moda, já que os primeiros modelos foram encontrados em tumbas do Antigo Egito de 1000 a. C., provavelmente para diferenciar posições sociais.

E o amor pelo uso do salto parece não ter tempo e muito menos idade. Segundo a pesquisa “O Salto Alto e a Mulher Brasileira“, elaborada pela empresa Pés Sem Dor, mesmo com o avanço da idade, a brasileira continua escolhendo os sapatos altos como seus preferidos.

“Quando esses dados são segmentados por idade é que podemos ver como a idade influencia muito pouco. A mulher de 60 a 69 anos tem uma frequência de uso similar à mulher de 20 a 29 anos. Ou seja, a vaidade continua”, brinca o autor da pesquisa, Thomas Case.

Altura do salto alto

Curiosidade! Quais as idades em que as mulheres mais usam salto alto

Foto: depositphotos

O estudo aponta também que a única alteração que ocorre com o avanço da idade é a altura do salto. O uso dos sapatos que possuem a altura superior a 8,5cm é drasticamente reduzido conforme o envelhecimento das mulheres. Entretanto, o uso dos sapatos que possuem altura entre 4cm a 8,5cm não sofre nenhuma alteração.

Risco do uso do salto alto

Segundo uma pesquisa britânica divulgada na Istoé, usar salto alto por um longo período pode provocar modificações em músculos e tendões, chegando até a provocar o encurtamento das fibras dos músculos da panturrilha.

Além disso, o uso exacerbado do salto alto também provoca varizes, deforma os dedos e joelhos e danifica a coluna.

A medicina sugere que saltos superiores a 5cm já podem afetar a saúde do usuário, principalmente se usados diariamente.

Além de evitar os abusos, tanto no tamanho do salto quanto na quantidade de vezes que ele será usado, os médicos também orientam que as adeptas ao salto façam alongamentos nos pés e pernas no final do dia.

Veja mais!