Por Natália Petrin em 12/05/2016

Nem sempre é fácil começar uma dieta, quem dirá mantê-la. Passar por provações e estresses diários e se deparar com doces e desejos por alimentos durante a TPM, por exemplo, podem ser sabotadores da nossa dieta. O treinamento da mente é, portanto, peça essencial para que possamos deixar esses desestimulantes da dieta de lado facilmente.

Concentração é a chave do emagrecimento

Quem diria que a mente teria papel importante até mesmo no emagrecimento? Pois é. Segundo um estudo do Journal of Consumer Research, melhorar a concentração, além de melhorar as relações sociais, a produtividade, a criatividade e a memória, além do estresse, ajudam ainda no emagrecimento.

A prática de controlar a sua mente pode ser um grande auxiliar na hora de controlar a ansiedade, o que pode ajudar a evitar deslizes, além de favorecer a reeducação alimentar. A atenção plena foi observada nesse estudo, sobre a capacidade de compensação por meio dos alimentos.

Foi realizado um teste em que, aleatoriamente, aos voluntários, foram distribuídos smoothies em duas versões, sendo que um deles possuía 534 calorias, enquanto o outro apenas 215. Depois disso, ofereceram chocolate para que tomassem livremente. Os voluntários que consumiram inicialmente a bebida mais calórica, foram os que menos ingeriram chocolate, e os que haviam consumido a de baixa caloria, comeram mais chocolate.

Imagem de mulheres meditando

Foto: Depositphotos

Isso comprova que ao comer concentrado em que está comendo, e nas sensações corporais obtidas, melhoramos a sensação de saciedade, percebendo melhor quando estamos verdadeiramente saciados. Assim podemos ingerir menos calorias excessivas, fato que não foi observado em voluntários que não levaram em conta os princípios básicos da atenção plena.

Como melhorar o funcionamento cerebral e a concentração?

Para manter-se focado na dieta, é importante manter a concentração, mas como fazer com que o cérebro trabalhe melhor para, então, melhorarmos nossa capacidade de concentração? O cérebro, para o seu bom funcionamento, necessita de algumas vitaminas e minerais. Segundo Ana Beatriz, nutricionista, ferro, zinco e selênio promovem a rapidez do raciocínio devido aos seus benefícios.

A concentração, entretanto, deve ser exercitada. Assim como os músculos, o cérebro precisa exercitar-se para que fique mais forte e tenha mais prática em determinadas atividades. Alguns jogos como xadrez, sudoku e até mesmo caça palavras podem ajudar a melhorar os níveis de concentração, ajudando, consequentemente, àquelas que querem manter-se focadas e concentradas em suas dietas.

Veja mais!