Por Daiane Silva em 12/09/2011

A acne é um dos problemas que mais incomodam, principalmente porque surge na puberdade e, por vezes, causa tanto constrangimento que acaba influenciando negativamente a vida  social do adolescente, que se retrai e deixa de praticar atividades normais junto com pessoas de sua idade, além de evitar ao máximo a exposição pública.

É um problema que pode ser sério, apesar de nem sempre ser levado em consideração como merece, já que é tido como fase normal da vida. Mas esse problema tão incômodo, não precisa deixar marcas nem na pele, nem nas lembranças dessa época da vida que é tão especial e merece ser bem aproveitada! Existem muitos tratamentos e medidas preventivas para evitar e atenuar a acne, tratando a pele oleosa e as lesões que já existirem.

Espinha no queixo

Como surgem as espinhas?

As glândulas sebáceas são responsáveis por criar uma proteção para a pele, secretando gorduras, se houver aumento de produção dessa gordura, o poro por onde ela deve chegar à superfície da pele se obstrui e o que fica retido, acaba inflamando. Esta alteração é o que se chama de acne, acontece devido a vários fatores, principalmente por alterações hormonais, então, os adolescentes são os principais atingidos, já que nessa fase, os hormônios estão em constante transformação, assim também as gestantes podem sofrer com o problema e as mulheres em geral, no período menstrual. Mas ninguém está livre do problema, sejam homens ou mulheres, já que as causas são diversas.

Tratando as espinhas…

O primeiro passo é consultar um médico dermatologista, pois ele pesquisará o histórico familiar para saber se há uma pré-disposição genética para desenvolver acne, além de fazer diversos exames, informando-se a respeito dos hábitos do dia a dia, inclusive alimentares e de higiene. Assim, com essas informações, poderá prescrever medicamentos e mudanças de hábitos para ajudar a combater as espinhas. A acne não tem cura, mas pode ser controlada.

O tratamento vai depender de cada caso, de acordo com o paciente e o tipo de acne. As formas de tratamento mais comuns são a base de antibióticos orais ou tópicos para casos mais graves, também medicamentos que ressecam a pele, peróxido de benzila, vitamina A ácida oral (casos gravíssimos), entre outros. Atualmente, ainda há os recursos dos tratamentos estéticos, como peeling químico ou cirúrgico.

Cuidados essenciais…

O tratamento para espinhas é uma soma de vários cuidados, além do uso de medicamentos, e isso inclui mudança de hábitos alimentares e de higiene.

A higiene é uma das partes fundamentais no tratamento, sendo necessários cuidados especiais com a limpeza da pele.

O dermatologista indicará sabonetes especiais e emulsões ou leite de limpeza específico para seu caso. As loções alcoólicas devem ser evitadas, pois retiram a oleosidade natural da pele e a desidratam, assim como querer “arrancar” a acne esfregando o rosto várias vezes ao dia, só piora as lesões. A pele deve ser lavada, a critério médico, principalmente antes de dormir.

Os maus hábitos como espremer as espinhas e cutucar cravos devem ser abolidos da rotina, pois são péssimos para a pele, já que as mãos sempre têm impurezas e contaminam as espinhas, piorando o quadro e deixando marcas. Por falar em mãos, evite também ficar passando as mãos no rosto muitas vezes pelo mesmo motivo, contaminação. Além disso, as glândulas sebáceas serão estimuladas a produzirem mais gordura ainda.

Outro hábito que, embora adorado por muitos deve ser evitado é a exposição ao sol. Ele causa um espessamento da pele ao mesmo tempo em que faz com que as glândulas sebáceas  trabalhem mais. Portanto, não é benéfico para curar espinhas como muitas pessoas pensam!

Alimentação equilibrada…

Alimentos com muita gordura, iodo, vitamina B12, refletirão na pele e cabelos, mas isso não significa que devam ser abolidas do cardápio, mesmo o chocolate, tido como um grande vilão para quem sofre com acne, pode ser consumido com moderação. O equilíbrio é a base de uma dieta correta, não restritiva e se aplica também nesse caso.

Sem estresse!

O nervosismo, a ansiedade, o desânimo e o estresse não combinam com pele saudável, por isso, além de todos os cuidados já mencionados, livre-se de tudo que cause estresse, procure relaxar alguns minutos todos os dias, observe sua respiração e procure fazer atividades que causem prazer sempre que for possível. Isto será benéfico, não apenas para sua pele, mas todo seu organismo agradecerá e os resultados se refletirão em todo o corpo!

Receita caseira para ajudar a “tirar” as espinhas

As receitas caseiras que são indicadas por amigos ou mesmo que circulam na Internet, devem ser evitadas por quem sofre casos graves de acne, pois algumas utilizam alguns ingredientes que podem não ser adequados para casos tão severos e podem, inclusive, piorar muito o estado da pele. Portanto, apesar de sermos adeptos das máscaras caseiras e indicarmos uma delas para ajudar a tratar a pele, é importante muita cautela e bom-senso. Se seu caso for grave, com espinhas em quantidade ou inflamadas, não use nada que não seja receitado por um dermatologista. A receita a seguir, serve para pessoas que tem espinhas esporadicamente ou tem pele oleosa com tendência a desenvolver espinhas, ou seja, nada grave.

Ingredientes:

– Aveia em flocos finos ou farinha

– Mel

Como fazer:

  1. Misturar quantidade suficiente dos dois ingredientes até formar uma pastinha que cubra o rosto todo.
  2.  Cubra o rosto com essa máscara e deixe agir por uns vinte minutos.
  3. Ela tem efeito nutritivo e aumenta a resistência da pele às espinhas.

Veja mais!