Por Natália Petrin em 24/07/2015

É sempre bastante complicado quando, na correria do dia-a-dia, o desodorante não aguenta a intensidade e o tempo que precisamos ficar sem uma reaplicação. Não importa se está um dia quente ou frio, o desodorante é indispensável, principalmente para as meninas que passam por bromidrose, que é uma doença que causa mau cheiro no suor devido à ação de bactérias.

Para resolver o problema e intensificar o efeito do desodorante, separamos algumas dicas. Mas antes disso, vamos entender uma coisa: qual é a diferença entre desodorante e antitranspirante?

Desodorante ou antitranspirante?

O desodorante, assim como o nome diz, tira o odor do suor e, por isso, é totalmente indicado para aquelas pessoas que sofrem de bromidrose. Os desodorantes são compostos por substâncias antibacterianas que inibem o desenvolvimento dessas bactérias

Como prolongar o efeito do desodorante

Foto: Reprodução/ internet

O segundo, por sua vez, evita a transpiração, retendo o suor nas glândulas sudoríparas. Entre os dois, o menos agressivo é o desodorante, pois ele não contém alumínio na formula. Na maioria dos produtos, as duas características são encontradas.

Aqueles que suam excessivamente – hiperidrose –, devem fazer uso de antitranspirantes, enquanto os que tem problemas com o cheiro – bromidrose – devem fazer uso de desodorantes.

Como fazer durar mais?

Sabonete antisséptico

Bem, uma das dicas que podem ajudar a manter o cheirinho do desodorante e manter afastado o mau cheiro é usar sabonete antisséptico nas axilas. Lave as axilas com sabonete antibacteriano, pois isso ajudará a eliminar os microrganismos que causam o mau cheiro. Deixe a espuma agir por alguns minutos e depois enxágue normalmente no banho.

Enxugue bem a pele

Outra coisa que pode ajudar, deve ser a secagem bem feita da pele. Isso para que não fique nenhuma umidade, pois ela favorece a proliferação das bactérias e também diminui a penetração e eficácia dos desodorantes e antitranspirantes.

Roupas leves e de algodão

Não adianta cuidar apenas da pele, tem que escolher bem as roupas.Peças de algodão e tecidos mais leves – que não sejam sintéticos – vai ajudar. Isso porque os tecidos sintéticos como o elastano e o poliéster, por exemplo, causam retenção do suor, facilitando e favorecendo a proliferação das bactérias. Evite também roupas que ficam muito próximas das axilas.

Durante a noite, deixe as axilas arejarem

Depois da higienização das axilas de noite, deixe que fiquem arejando, sem desodorantes ou antitranspirantes. A maioria das fórmulas contém agentes que bloqueiam as glândulas sudoríparas, que não trabalham muito quando estamos dormindo. Isso vai ajudar a eliminar os resíduos químicos e deixar a pele mais saudável, respirando.

Veja mais!