Por Ana Ligia em 19/07/2017

O inverno no Brasil, como em todos os países, é mais frio que o restante do ano. Mas a temporada também é marcada por um clima bastante seco. O resultado é sentido principalmente na pele, que costuma ficar mais ressecada e craquelada no período.

E esse resultado pode deixar a pele sem brilho e prejudicar a elasticidade dela. Uma das maneiras de deixar a derme mais flexível, bonita e com uma aparência jovem e saudável é intensificando a hidratação nos períodos mais frio.

Mas há ainda outros cuidados precisam ser pensados nessas épocas, pois os danos causados à pele são intensificados no inverno.

Saiba como cuidar de doenças de pele que se agravam no inverno

Foto: pixabay

Problemas de pele mais comuns no inverno

Psoríase

A doença caracteriza pelo acúmulo das células da pele que formam escamas e manchas secas e grossas, geralmente nos joelhos, cotovelos e couro cabeludo.

A psoríase tem como um dos sintomas uma coceira severa e pode ser causada pelo frio, banhos quentes, pouca hidratação e, principalmente, pela falta de exposição ao sol.

Dermatite atópica (ou eczema atópico)

Uma alergia crônica que pode provocar sérias lesões, costuma formar crostas e soltar secreções na pele. A doença pode aparecer com mais frequência no inverno devido à deficiência de barreira lipídica na pele, fator que se agrava com o tempo seco.

Rosácea

Uma doença de pele muito comum caracterizada principalmente pelo surgimento de inflamações vermelhas, inchaços pequenos e cheios de pus no rosto na pele, pápulas, pústulas, especialmente nas bochechas, nariz, testa e queixo.

Quando o tempo está seco as micropartículas de poeira e poluição ficam em suspensão e irritam ainda mais esse microvasos espalhando-os.

Xerose cutânea

Causada quando a pele está excessivamente seca, a doença pode ser decorrente tanto do envelhecimento, como também por doenças subjacentes como hipotireoidismo, ictiose, diabetes, podendo tornando-se áspera, grosseira ou descamar.

Como cuidar da pele no inverno

Muitas doenças de pele podem ser evitadas caso a derme seja devidamente tratada, principalmente em épocas mais frias.

Procure sempre deixar sua pele bastante hidratada, aplicando produtos específicos para cada tipo de pele. Mas além dessa, outra hidratação que é fundamental é a que acontece de dentro para fora do corpo; por isso é essencial beber bastante água diariamente.

Busque ter uma alimentação rica em vitamina D e Omega 3, como salmão, atum, sardinha e alimentos verde-escuros.

No inverno é muito comum querermos sempre um banho mais quente, mas águas com baixas temperaturas tendem a ressecar a pele ainda mais. Por isso, antes de entrar no banho aplique sempre óleo nas áreas mais ressecadas e quando sair, reforce aplicando hidratante.

Mesmo com o tempo fechado, use diariamente filtro solar, pois mesmo em dias nublados há incidência de raios que prejudicam a pele.

Veja mais!