Por Débora Silva em 29/04/2016

O organismo humano já possui, naturalmente, a capacidade de produzir todos os hormônios dos quais precisamos, entretanto, existem alguns fatores que podem desequilibrar a produção em ambos os sexos. Para permitir a produção necessária e saudável de todos os hormônios, recomenda-se manter uma alimentação equilibrada, o corpo descansado e o estresse sob controle. Dentre os alimentos que podem alterar os hormônios está o do grupo fast-food.

Consumo excessivo de fast-food e hormônios

Apesar da praticidade e do sabor que agrada a quase todas as pessoas, o fast-food (comida rápida), na maior parte das vezes, não contém os nutrientes básicos para o funcionamento do nosso organismo, e são ricos em gorduras e açúcares. Devido a isso, estes alimentos são considerados vilões que podem aumentar as taxas de obesidade e causar outros problemas de saúde.

Entre os anos de 2003 e 2010, foi realizada uma pesquisa que apontou mais um motivo pelo qual os fast-foods devem ser banidos de nossos cardápios. Um grupo de estudiosos da Universidade George Washington, nos Estados Unidos, solicitou que 8.877 pessoas respondem a um questionário, com o objetivo de verificar o consumo de fast-food dos voluntários nas últimas 24 horas.

Imagem de hambúrguers

Foto: Pixabay

De acordo com os exames laboratoriais realizados na pesquisa, estes tipos de alimentos altamente processados elevam em até 40% a exposição a um grupo de substâncias conhecidas como ftalatos, componentes que são utilizados na fabricação das embalagens e que, supostamente, teriam a capacidade de contaminar lanches, pizzas e outros alimentos. Alguns estudos apontam, ainda, que os ftalatos poderiam alterar o sistema reprodutor de crianças e a produção de hormônios como a testosterona e o estrogênio.

Segundo o Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA, o efeito dos ftalatos no organismo humano ainda é desconhecido, no entanto, efeitos prejudiciais foram verificados em animais de laboratório. É preciso ressaltar também que novas pesquisas são necessárias para comprovar a presença dos tais ftalatos nas refeições fast-food.

O assunto é polêmico!

A possível presença dos ftalatos nas comidas fast-food e os seus possíveis malefícios é um assunto polêmico e ainda vai render bastante, uma vez que há estudiosos que defendem seu uso no preparo de comidas, esses afirmando nunca ter havido casos registrados de problemas de saúde decorrentes dessa substância.

De qualquer maneira, se você deseja manter todos os hormônios de que seu organismo precisa, recomenda-se a diminuição do consumo de fast-food, café, açúcar, adoçantes artificiais, salsichas, gorduras trans, farinha branca, glúten e comidas congeladas.

Veja mais!