Por Nayla Georgia em 23/10/2012

Para se manter, o corpo humano necessita diariamente de nutrientes. Fibras, minerais, antioxidantes, vitaminas e outros são de grande importância para a manutenção de um corpo saudável e quando há carência de algum desses as consequências são severas. Falando sobre as vitaminas, é possível encontrar várias distinções e cada uma delas é importante em sua função. No caso da vitamina D, poucos sabem que ela é, na verdade, um pró-homônimo que dá origem a vários outros homônimos. Essa “vitamina” é sintetizada a partir de uma fração do colesterol e transformada sob a ação dos raios UVB do sol. É possível encontrá-la em alimentos, porém a concentração neles é pequena e só supriria 20% das necessidades diárias. Em geral, a vitamina D atua nos ossos, no coração, no sistema imunológico etc.

Função da vitamina D

Comer alimentos com vitamina D fortalece ossos e o coração!

Leite, ovos e alguns peixes são ricas fontes naturais de vitamina D. | Foto: Reprodução

  • Ela regula os níveis de cálcio e fósforo no organismo, promovendo a absorção dos alimentos nos intestinos e a reabsorção do cálcio nos rins;
  • O sistema imunológico também é beneficiado, pois a vitamina D promove a imunossupressão, fagocitose e atividade anti-tumor;
  • A formação dos ossos e a mineralização, que é essencial para um esqueleto forte, são promovidas pela vitamina;
  • O coração, cérebro e mecanismos de proliferação e inibição de células são também beneficiados;
  • A vitamina ainda ajuda no processo de emagrecimento;
  • Previne e trata doenças como a diabetes e a hipertensão.

Fontes e alimentos que contém a vitamina D

Não são muitos os alimentos que são naturalmente ricos em vitamina D e em muitos países os produtos são fortificados com a adição dessa vitamina, como o leite, cereais e leite de soja. Como fontes naturais dessa vitamina encontram-se: óleo de fígado de peixe, peixes gordurosos (bagre, atum, cavalinha, sardinha, salmão), cogumelos e ovos.

Carência deste nutriente

A deficiência da vitamina D pode ser devida a ingestão inadequada dela e à exposição insuficiente à luz do Sol. O resultado disso é muito ruim, pois problemas sérios nos ossos podem começar a aparecer e isso pode ocorrer em adultos, idosos e crianças. A falta de vitamina D pode ter ligação com o aumento da susceptibilidade a várias doenças e condições crônicas como o câncer, a esclerose múltipla, a depressão, pressão alta, esquizofrenia e tuberculose, por exemplo. Confira algumas doenças causadas pela deficiência em vitamina D:

Osteoporose: É uma condição caracterizada pela redução da densidade mineral dos ossos e também deixa os ossos mais frágeis.

Raquitismo: É uma doença infantil que é caracterizada pelo crescimento impedido e deformidade nos ossos mais longos.

Osteomalacia: É uma desordem que enfraquece os ossos e acontece exclusivamente em adultos. É caracterizada pela fraqueza muscular proximal e a fragilidade óssea.

Veja mais!