Por Ana Ligia em 22/09/2016

Na infância, assistimos e lemos sempre contos de fadas onde a princesa encontra o homem da sua vida e só consegue ser feliz na companhia dele.

Na adolescência e na fase adulta, continuamos nos deparando com os filmes e novelas que abordam a história do amor eterno e incondicional. Mas nem sempre essa história se repete na vida real.

Por termos crescido vendo esses contos, acabamos nos frustrando quando tiramos os olhos das telas das novelas e temos que encarar a vida real. Só então percebemos que antes de querer encontrar a “metade da nossa laranja” precisamos entender que, na verdade, somos uma laranja inteira.

Para a psicoterapeuta Maura Albanesi, antes de buscar viver uma relação que irá “preencher todo o vazio da sua alma” é preciso amar-se e estar feliz, primeiramente, consigo mesma.

Ciência afirma: pensamentos positivos podem alterar a relidade

Foto: depositphotos

“Tudo o que buscamos no outro precisa existir dentro de nós. Temos também de nos despir de sentimentos de fracasso e impossibilidade. Esses são passos importantes para projetar nossa mente e conquistarmos o que desejamos, por meio da lei da atração, que está ligada profundamente ao que pensamos e sentimos”, pontua.

Segundo a especialista, esses fatores influenciam a realidade, como a física quântica alega. Essa ciência estuda as partículas compostas por átomos, que geram radiação eletromagnética que, apesar de ser invisível aos nossos olhos, se propagam pelo o universo.

O pensamento também é uma partícula eletromagnética. Ela se conecta a esse mesmo universo e cria a realidade, segundo o físico norte-americano Walter Zajac.

Para a ciência, um dos indícios que estabelece uma relação entre a física, o pensamento e realidade tem a ver com o elétron, que se movimenta e só para quando é visto através de um microscópio. Nesse caso, a pessoa que o observava focou a atenção na partícula e houve alteração da realidade, quando o elétron parou de se movimentar.

Para Zajac, a medida que um indivíduo pensa algo, ondas magnéticas são emitidas, que podem ser tanto positivas quanto negativas. Segundo o cientista, o pensamento pode ser algo extremamente poderoso e chegar a reverberar na nossa vida, o que a ciência chama de lei da atração.

“Isso significa que tudo começa dentro de nós. Dependendo da forma como o cérebro e mecanismo agem, a pessoa atrai para si contextos que podem ser benéficos ou maléficos”, afirma Maura.

Por isso, procure se livrar do pensamento de que você precisa buscar em outra pessoa aquilo que não consegue ter sozinho (a). Comece a acreditar em você mesmo (a) e principalmente a se amar em primeiro lugar. Esse tipo de pensamento e determinação podem mudar sua vida por completo.

Veja mais!