Por Jéssica Vanessa em 11/07/2012

A dieta ortomolecular é uma das preferidas das famosas, por ajudar a emagrecer sem esforço e ao mesmo tempo trazer inestimáveis benefícios ao corpo. Esta dieta tem como objetivo a correção das carências e dos excessos de minerais e vitaminas, devolvendo a vitalidade, corrigindo os radicais livres (eles provocam a destruição e a morte celular) e retardando o envelhecimento precoce.

Diariamente somos expostos a diversos fatores externos, como a poluição, o uso do cigarro, álcool, estresse e alimentação indevida, que produzem uma grande quantidade de células instáveis que ficam com vontade de enferrujar as células que estão saudáveis. A dieta ortomolecular veio para salvar não só desses fatores, mas também de vários outros.

Qual o principal benefício da dieta Ortomolecular?

Dieta Ortomolecular

Foto: Reprodução

Baseado na mudança da alimentação, o ajuste de nutrientes é, sem dúvida, o maior benefício desta dieta. Isso possibilita o abastecimento do organismo com todos os minerais e vitaminas que estavam faltando, mexendo com o metabolismo e melhorando o funcionamento do intestino (que por funcionar melhor, passa a facilitar a eliminação de toxinas e a queima de gordura excessiva).

Outros

  • Ajuda a diminuir os sintomas da TPM.
  • Por inserir a quantidade certa de minerais no corpo, ajuda a controlar a vontade absurda de comer doces e alimentos gordurosos.
  • Dá energia.
  • Ajuda no fortalecimento do sistema imunológico e do sangue. É importante lembrar que os tipos sanguíneos possuem enorme influência no organismo, pois são eles que determinam a qualidade do metabolismo e o estado emocional.
  • Deixam as unhas, a pele e os cabelos mais fortes, brilhosos e saudáveis.
  • Diminui as marcas na pele e o envelhecimento precoce.

Como fazer a dieta Ortomolecular?

Primeiro de tudo, as refeições rápidas e os alimentos em conserva devem ser abolidos. Deve-se adicionar ao cardápio diário uma quantidade considerável de alimentos frescos e funcionais, assim como os alimentos integrais, que tem por função nutrir e oferecer elementos que deixam o organismo mais forte. Se for seguida com mais seriedade, a dieta ortomolecular precisa da ajuda de suplementos, como os comprimidos, cápsulas, pó ou injeções. Isso porque esses suplementos são as substâncias que lutam contra os radicais livres. No entanto, antes de ingerir essas substâncias, é necessária a consulta médica, pois somente um especialista vai poder receitar as melhores opções de suplementos para as carências de cada organismo.

Esta dieta tem como propósito maior ajudar a emagrecer mantendo a saúde.

Dicas para ganhar energia extra

  • Comer duas maçãs por dia: Por ser uma fruta rica em antioxidantes, a maçã retarda o envelhecimento das células, pois ela não dá chance para os radicais livres agirem. Também ajuda na digestão e no bom funcionamento do intestino, por conter fibras auxiliares.
  • Consumir gengibre com mel: O gengibre estimula a queima das gordurinhas, alem de ajudar na circulação sanguínea. Misturado com o mel, ele aumenta a disposição e o pique.
  • Tomar chá de rosas brancas: Esse chá possui efeito laxante e calmante. É preciso ter cuidado na hora de comprar as flores, pois elas podem conter agrotóxicos.
  • Tomar um caldo fortificante: Não é nada comum, mas o caldo de rã oferece força e resistência.

Veja mais!