Por Daiane Silva em 21/07/2011

O que é

Tumor que ataca geralmente mais homens do que mulheres, em idade acima dos cinquenta anos.

Acontece nas células epiteliais dos túbulos renais e pode se espalhar para a medula do rim, a veia renal e até a veia Cava. Também podem ocorrer metástases no pulmão,  no fígado, ossos e até no cérebro.

Causas

Fatores diversos podem ser  facilitadores para o desenvolvimento do Adenocarcinoma de rins, como por exemplo.

  • Obesidade,
  • Tabagismo,
  • Cálculos renais,
  • Uso de analgésicos que contenham Fenacetina e Acetominofeno,
  • Exposição a produtos químicos como gasolina,  asbesto ou Cádmio,
  • Pessoas que recebem diálise crônica e desenvolvem doença cística nesse período, tem maior risco de desenvolverem esse tipo de câncer.

Obesidade, uma das causas desta doença

Sintomas

O indivíduo apresenta massa abdominal desenvolvida, suficiente para ser apalpada, também dor persistente em um dos lados do corpo. Também apresenta febre e perda de peso, assim como pode acontecer o aumento da pressão arterial pela má irrigação dos rins, produzindo liberação de renina. Em exames de sangue, aparecem níveis elevados de cálcio e anemia, além disso, 40% dos pacientes desse câncer apresentam hematuria, que é hemácia na urina.

Tratamento

Rins

Após o diagnóstico, que e feito através de raio x dos rins, ureteres e bexiga, ou outro diagnóstico de imagem com ultra-sonografia e ressonância magnética, pode ser retirado o tumor, nos casos em que ele não se espalhou. Usa-se bloquear a artéria renal, o que impede a irrigação de sangue no rim, com a intenção de cessar a hemorragia, a dor e a febre, causadas pelo aumento do tumor. A radioterapia pode ser usada antes e depois da cirurgia, embora seja controversa e a quimioterapia não tem se mostrado efetiva no tratamento.

Prevenção

Não há efetivamente uma prevenção para câncer de rins, a não ser os exames periódicos que a pessoa que vive em grupos de risco, como fumantes, pessoas com  problemas de rins que recebam diálise, etc. Estes, podem pedir ao urologista para requisitar uma das opções de diagnóstico a cada ano, o que possibilita detectar tumores em estágios iniciais, quando nem apresentam sintomas.

Veja mais!