Por Daiane Silva em 21/12/2011

A prímula (oenothera biennis), uma planta medicinal que apresenta uma flor amarela delicada e, de cujas sementes é extraído o óleo de prímula, famoso por diversas aplicações, sendo a mais conhecida a redução dos sintomas da TPM (tensão pré-menstrual).

Este óleo é rico em ácidos graxos

Ele é rico em um ácido graxo do tipo ômega 6, especificado como gama-linoleico (GLA), que é essencial, pois o corpo o utiliza para produzir uma prostaglandina (E1), que alivia inflamações e fortalece o sistema de defesas do organismo, entre outras propriedades, sendo uma das principais o equilíbrio dos hormônios femininos, o que ocasiona a redução dos sintomas da TPM. Além disso, essa regulação dos hormônios diretamente relacionada à pele, mantendo sua elasticidade, controlando a oleosidade e também liberando neurotransmissores cerebrais.

Óleo de Prímula

Os ácidos poliinsaturados presentes no óleo de prímula não são produzidos pelo organismo, sendo necessário acrescentá-los à dieta, como através do óleo de soja, de girassol e também de sardinhas, salmão e peixes em geral. Quando há uma carência desses ácidos graxos, podem ocorrer, além da TPM, ainda a demora na coagulação sanguínea, afetando a imunidade, hiperatividade infantil, esclerose múltipla, eczema atópico e envelhecimento precoce.

Ticiane Pinheiro - antes e depois

Saiba como Ticiane Pinheiro perdeu 12 quilos usando cápsulas desta planta

O GLA, é um ácido de gordura poliinsaturada, que produz energia ao organismo, suprindo as gorduras do cérebro, medula óssea, membranas das células e músculos. As prostaglandinas tem função de hormônio e são produzidas por quase todos os tecidos do corpo.

Aplicações em tratamentos

O óleo de prímula pode ser utilizado para tratamento ou prevenção de diversas doenças de saúde, estudos já comprovaram suas propriedades para a saúde, especialmente nas questões hormonais, para tratar a tensão pré-menstrual e também com relação à pele, já que possui poder antiinflamatório. Seja sozinho, ou de forma complementar a outros, o óleo trata vários problemas de pele, inclusive retarda o envelhecimento precoce e o surgimento das temíveis rugas e pés-de-galinha.

Os cientistas também já confirmaram que o óleo é efetivo contra o câncer de mama, já que o GLA atua nos tumores como os medicamentos tradicionais usados para esse fim.

Veja alguns dos benefícios, comprovados por estudos, do óleo de prímula à saúde

  • trata artrite reumatóide;
  • eczemas;
  • dores no peito;
  • diabetes;
  • tensão pré-menstrual;
  • reduz o colesterol ruim;
  • atua na redução da inflamação, agregação das plaquetas e tônus muscular;
  • ativa linfócitos, inibe a síntese de colesterol e diminui a pressão arterial;
  • evita o envelhecimento da pele, mantendo-a saudável e hidratada;
  • age na regulação da temperatura corporal, gasto de energia pelo organismo e outras atividades;
  • é ótimo fornecedor de ácido GLA e LA;
  • quando faltam esses ácidos no organismo, a imunidade baixa, há distúrbios orgânicos e de crescimento.

As cápsulas de prímula podem ser adquiridas em qualquer farmácia ou loja de produtos naturais com preço médio entre R$32 e R$43.

Veja mais!