Publicado por Débora Silva

A primeira consulta com o médico ginecologista pode deixar muitas mulheres nervosas, o que acaba atrapalhando o diálogo com o (a) profissional. A primeira consulta deve ser realizada quando começarem as menstruações ou quando houver algum tipo de dúvida sobre a vida sexual.

Para aproveitar ainda mais o encontro com o ginecologista, é importante que a menina leve uma listinha de perguntas necessárias para que o profissional possa ajudá-la.

Perguntas que devem ser feitas ao ginecologista

É importante ir ao ginecologista após a primeira menstruação, mesmo que esteja tudo bem com a saúde. As meninas devem saber mais sobre o funcionamento do corpo, como é a ovulação, as cólicas menstruais, métodos de prevenção para evitar uma gravidez indesejada e DSTs (doenças sexualmente transmissíveis) etc.

As perguntas necessárias que devem ser feitas ao ginecologista

Foto: Reprodução/ internet

Além de garantir a saúde, a visita ao ginecologista é uma excelente oportunidade para sanar todas aquelas dúvidas que ficam na cabeça da menina, principalmente a respeito de sexualidade.

Confira a seguir quais são as perguntas que devem ser feitas ao ginecologista:

Tirar as dúvidas sobre o funcionamento do seu corpo

Não fique envergonhada de perguntar sobre sexo, menstruação e outros detalhes a respeito do funcionamento do seu corpo. Lembre-se que o(a) profissional está ali para te ajudar e é a pessoa mais indicada para esclarecer todas as dúvidas que ficam rondando a sua cabeça.

Esclarecer informações sobre anticoncepcionais

Se você estiver pensando em tomar um anticoncepcional oral, pergunte quais são os exames necessários para saber qual é o tipo indicado para o seu organismo.

Caso não queira, converse sobre alternativas aos métodos hormonais.

Pergunte sobre as DSTs

Com certeza você já ouviu sobre HIV, candidíase e outras doenças sexualmente transmissíveis, mas talvez não conheça todas elas. É importante ter informações sobre as DSTs para que você saiba se proteger corretamente de todas elas.

Falar sobre a sua vida sexual

Você pode sentir vergonha de falar sobre a sua vida sexual, mas lembre-se que o profissional não está ali para julgar o que você faz ou deixa de fazer, mas sim te dar orientações e garantir a sua boa saúde.

Por isso, não tenha medo nem vergonha de falar se você está pretendendo perder a virgindade ou das relações que já teve.

Pergunte sobre alguns sintomas

Caso você note algo diferente em você, não hesite em perguntar ao profissional para saber se é normal ou se representa algum problema de saúde. Pergunte sobre menstruação irregular, fluxo intenso, fortes cólicas, corrimento e atraso de menstruação.

Veja mais!