Por Katharyne Bezerra em 17/07/2015

Você tem problema de visão? Se não, com certeza deve conhecer alguém que possui. O difícil mesmo, hoje em dia, é encontrar alguém que não tenha nenhuma dificuldade de enxergar. Por essa razão, oftalmologistas indicam métodos ideais para o tratamento de cada uma das disfunções existentes, como o uso do óculos, cirurgias de correção ocular e até mesmo lentes de contato.

No Brasil, mais de 1,7 milhão de pessoas usam lentes de contato. Essa preferência ocorreu ao mesmo passo que surgiram as lentes coloridas, responsáveis pela mudança na cor dos olhos. Quem possui olhos pretos, pode mudar para verdes, que por sua vez podem mudar para azuis e assim sucessivamente.

Apesar de populares, as lentes não conseguem corrigir todos os problemas relacionados à visão. Casos como presbiopia – vista cansada-, e altos graus de astigmatismo, não podem ser resolvidos com o uso delas.

Aprenda como evitar erros comuns ao usar lentes de contato

Foto: Pixabay

Além disso, é bem verdade, existem pessoas que por não possuírem tempo e nem paciência para realizar os cuidados exigidos na utilização das lentes, ficam proibidas de usá-las. Uma vez que, sem essas especificidades os resultados na visão, que deveriam ser positivos, acabam não sendo. Veja neste artigo erros comuns causados por pessoas que usam lentes de forma inadequada e tente evitá-los.

Como funciona a lente nos olhos?

O globo ocular é constituído de várias estruturas, uma delas é a córnea, na qual a lente é colocada. Essa região é uma camada fina e transparente que permite a passagem da luz para o interior dos olhos. Não possui vasos sanguíneos e, por isso, sua nutrição ocorre por meio do oxigênio que ela capta do ar, nutrientes de vasos próximos a ela e pelo filme lacrimal, que é distribuído dentro do olho quando piscamos.

Por ser uma região sensível, existem cuidados que as pessoas que usam lentes devem ter para que problemas maiores não aconteçam e danifiquem ainda mais a visão.

Erros comuns cometidos por quem usa lentes

  • Não procurar o médico: O oftalmologista deve ser consultado periodicamente, uma vez que ele deve fazer o acompanhamento de tudo o que ocorre com seus olhos, pois é o profissional ideal para te ajudar a enfrentar infecções oculares. Quem usa lente com duração de um ano deve ir ao médico a cada seis meses, ou quando se fizer necessário.
  • Colocar as lentes depois da maquiagem: Muitas mulheres preferem colocar as lentes depois da maquiagem. Isso é totalmente errado, pois a ação pode contaminar o produto. Além disso, quando for retirar a make, faça isso antes de remover as lentes.
  • Limpeza incorreta nos estojos: Recipientes apropriados para colocar as lentes devem ser limpos corretamente e somente serem fechados quando estiverem totalmente secos. Além disso, o estojo deve ser trocado a cada seis meses.
  • Falta de higiene na lente: Muitas pessoas usam água corrente ou até mesmo a saliva para limpar as lentes. Isso é extremamente errado! Existem soluções especiais para a limpeza do produto, que tiram as bactérias e deixam pronto para o novo uso.
  • Comprar a lente em qualquer lugar: O primeiro erro e o mais crucial de todos é acabar comprando a lente em qualquer lugar sem antes ter em mãos a prescrição e a indicação do oftalmologista. O grau e a qualidade da lente só podem ser decididos pelos médicos que vão saber prescrever o melhor para a sua visão.
  • Não respeitar o prazo de validade: Se nós não comemos comidas vencidas, pois elas podem fazer mal ao nosso organismo, por que vamos usar uma lente que também já se venceu? Existem lentes que servem apenas por 15 ou 30 dias. Outras que duram um ano. Em ambas as situações o prazo de validade deve ser respeitado, caso contrário o risco de infecções oculares aumenta.
  • Dormir com lentes: Já é difícil para a córnea conseguir respirar no dia, quando o olho está aberto, imagine com ele fechado? Jamais faça isso! Ao ir dormir, retire as lentes e coloque-as dentro de um recipiente de armazenamento adequado.
  • Falta de higiene nas mãos: As unhas devem estar curtas e as mãos sempre limpas, para que não haja risco de infecção ao colocar as lentes. Caso contrário, micro-organismos podem irritar os olhos e causar problemas mais sérios no globo ocular.
  • Não tomar cuidado com piscinas e praias: A combinação de sol, areia e mar é ideal para contaminar suas lentes e danificar sua visão. Tome cuidado também com produtos químicos em piscinas, de modo que não se deve entrar com as lentes dentro d’água. Além disso, opte por lentes que protejam seus olhos contra os raios UV.
  • Ignorar os sinais de incômodo: Por fim, mas não menos importante, ao sentir sensações estranhas no seu olho, fique em alerta e imediatamente procure o médico. Você deve está sempre atenta ao que acontece no seu corpo.

Sintomas

Alguns sinais revelam que algo de errado está acontecendo. Procure seguir as dicas descritas neste artigo, mas se ainda assim você perceber embaçamento, vermelhidão, ardor, secreção e a não produção de lacrimejamento, procure o seu oftalmologista e faça um acompanhamento médico.

Veja mais!