Por Daiane Silva em 01/12/2011

Gueixa

Conheça um pouco desta tradição

As gueixas são símbolo de feminilidade e delicadeza, as japonesas que encantavam os homens mais poderosos do Japão, passaram a encantar o mundo inteiro, com sua aparência frágil, mas peculiar, elas sempre estiveram envoltas em mistérios e até mitos. Atualmente, o número de gueixas ficou muito reduzido, mas, as remanescentes, mantém a mesma tradição milenar.

Embora os soldados americanos que invadiram o Japão tenham se encarregado de distorcer as atividades artísticas das gueixas e difundir uma ideia errônea de que seriam todas prostitutas de luxo, elas são vistas com respeito em seu país, porque os homens sabem que são artistas, como a tradução do nome já diz: gei= arte; sha= pessoa, ou seja, artista. Elas eram mulheres poderosas em uma época em que as mulheres japonesas não possuiam muitas liberdades, nem oportunidades de trabalho e educação, por exemplo. As gueixas eram escolhidas quando crianças e, invariavelmente, eram meninas que as famílias ofereciam para que tivessem a oportunidade de terem a formação cultural e artística reservada somente a quem seria especial no futuro. As gueixas vivam em uma casa (okiya) liderada por uma mulher, que já havia sido gueixa, onde só moravam mulheres. Ao chegarem, crianças, elas eram destinadas ao trabalho doméstico da casa, assim que chegassem a certa idade, passavam a frequentar a escola especial de gueixas e começavam sua formação, que incluía aulas de etiqueta, música, canto, danças artísticas e cultura em geral. O objetivo dessa instrução era o entretenimento (e leia-se: sem sexo!) de homens poderosos que se reuniam para reuniões de trabalho ou apenas por lazer e apreciavam que grupos de gueixas os mantivessem ocupados, assistindo suas apresentações, ouvindo sua conversa inteligente e, se eles fossem menos instruídos do que elas, habilidosamente, elas os mantinham na ilusão de que eram homens muito inteligentes e especiais. Elas preparavam-lhes seu chá e davam a eles a atenção e a diversão que jamais teriam com suas esposas, que não possuíam cultura nenhuma, nem liberdade para sequer falar se não fossem perguntadas.

Visto por esse lado, é triste, mas é uma questão cultural e, assim, podemos entender por que as gueixas são fetiches até hoje. Seu poder vinha do conhecimento, que elas usavam para ganhar a vida honestamente, afinal, os homens estavam contratando artistas para seu entretenimento, cujo tempo era muito caro. Elas eram as únicas mulheres que tinham controle sobre a própria vida, podendo se sustentar, não precisando casar e, se quisessem ter um filho, poderiam. O livro, que foi transformado em filme, “Memórias de Uma Gueixa”, mostra de forma bem realista como viviam essas mulheres.

A maquiagem sempre foi um dos detalhes importantíssimos no visual das destas mulheres. Aprenda nesses vídeos a fazer uma típica maquiagem de gueixa no passo a passo

Veja mais!