Por Tailane Paulino em 28/11/2018

O alongamento de cílios está fazendo a cabeça das mulheres que desejam ter os fios mais longos e cheios, dando um maior destaque ao olhar. Além disso, as práticas semi-permanentes mais usadas nos últimos anos deixam um aspecto mais natural que as outras opções.

No entanto, mesmo que as mais diversas técnicas de alongamento tenham se popularizado atualmente, muita gente não sabe ao certo como elas funcionam. Muito menos quais são as vantagens e desvantagens.

Pensando nisso, o Garota Beleza dedicou este artigo para falar sobre as técnicas de alongamento de cílios. Principalmente como e onde fazer, quais são os preços e quais os cuidados necessários para manter os cílios bonitos por mais tempo.

O que é o alongamento de cílios?

O alongamento para cílios, chamado também de extensão de cílios em alguns locais, é uma técnica que serve para deixar os fios mais longos, curvados e volumosos. Dando um efeito mais chamativo ao olhar, quase como se estivesse usando cílios postiços.

Por isso que se tornou tão popular entre as mulheres. Principalmente após diversas artistas e influenciadores digitais mostrarem os resultados e benefícios de fazer o alongamento com profissionais.

O principal objetivo de quem faz isso é conseguir exibir olhos marcantes, sem precisar passar horas se maquiando. Especialmente porque nem todo mundo gosta ou quer usar cílios postiços ou várias camadas de máscaras.

Mulher alongando os cílios

A técnica permite o mesmo efeito dos cílios postiços (Foto: depositphotos)

Pensando nisso, a técnica que usa uma cola especial para fixar fios sintéticos individualmente ganhou fama e o desejo de muitas. O melhor de tudo é que fica com um efeito super natural por causa de dois motivos principais.

Em primeiro lugar, os fios são super finos, leves e colados um a um. Com isso, eles acabam se entrelaçando com os fios naturais e deixa um efeito de “nasci assim”.

Em segundo lugar, existem duas opções de fios, que variam de acordo com o efeito escolhido. Os mais populares são os sintéticos, que deixam os cílios mais volumosos e curvados. Quase um efeito de cílios postiços naturais.

A outra opção são os fios feitos com fios de seda ou pelo de mink. Estes são mais finos e tendem a ser um pouco mais curtos. Portanto, o efeito fica mais natural. Sendo estes perfeitos para quem não quer algo muito chamativo ou tem medo que o tamanho dos cílios incomodem.

Quais tipos existem?

Como já dito anteriormente, o alongamento de cílios consiste em colar fios superfinos entre os pelos naturais. Este, no entanto, é um nome que pode ser dado a três técnicas que possuem efeitos diferentes.

Fio a fio

A primeira e mais conhecida é o alongamento fio a fio. Essa é a mais procurada pelas mulheres que procuram dar volume aos cílios.

Como o nome já diz, nessa técnica são colados apenas um fio sintético entre os naturais. Ou seja, eles são aplicados um a um e deixam o olhar com um efeito mais natural.

Uma das principais vantagens do alongamento fio a fio é que ele não deixa os cílios com um aspecto carregado ou artificial. Além disso, é possível escolher entre fazer apenas na metade do olho ou deixar os fios mais curtos próximo ao canal lacrimal.

Principalmente porque muitas mulheres ficam incomodadas e acabam desistindo do alongamento por causa disso.

Volume russo

A segunda técnica é chamada de volume russo. Essa é para quem deseja cílios bem marcados e com volume, com um efeito semelhante aos de boneca ou adquirido com cílios postiços.

Veja também: Efeito cílios de boneca – como fazer

A diferença é que aqui a profissional cola mais de um fio por vez, junto ao natural. A quantidade fica a cargo do efeito desejado pela cliente, podendo variar entre dois e até seis fios por vez.

Por isso, essa técnica também é chamada de 2D, 3D, ou até 6D. Tudo dependendo da quantidade de fios sintéticos que irão ser colados juntos com os naturais. Lembrando que, quanto maior a quantidade, mais marcado será o efeito nos olhos

Extensão com tufos

Por fim, existe a conhecida como extensão com tufos. Nessa técnica a profissional cola pequenos tufos de fios, na base dos pelos naturais, fazendo com que o resultado não seja tão natural quanto nas mostradas anteriormente. Por isso, essa não é tão usada.

Como o alongamento de cílios é feito?

Tanto o alongamento fio a fio quanto o volume russo são feitos da mesma maneira. A diferença, como já foi dito, é a quantidade de fios sintéticos que serão aplicados junto aos naturais.

Sendo assim, é usada uma cola especial e que é formulada especialmente para ser usada na área dos olhos. Geralmente os profissionais usam produtos hipoalérgicos. Sendo assim, até mesmo pessoas sensíveis podem fazer sem medo.

Os fios podem ser feitos de três materiais diferentes. Sintéticos, que são maiores e mais curvados, seda ou pelo de mink. Sendo que os dois últimos deixam um aspecto mais natural, já que são mais finos.

Com isso, os fios são colados um a um na base dos cílios naturais. No entanto, eles não ficam junto a pele, mas alguns milímetros depois. Desse modo, os fios sintéticos se prendem aos pelos naturais e os riscos de reações alérgicas são bem menores.

A aplicação dura em média duas horas. Já as manutenções podem durar entre uma hora ou uma hora e meia. Tudo isso, de maneira indolor. Lembrando que a cliente fica de olhos fechados durante todo o processo. Logo, é comum que as pessoas acabem dormindo durante a aplicação.

A quantidade de pelos aplicados irá depender do efeito desejado com a técnica. Para uma aparência mais natural o ideal é que eles sejam aplicados do meio para o final da pálpebra e com a técnica de fio a fio.

Já para quem deseja fios de boneca, é indicado o alongamento russo e na pálpebra completa. Que deixa um efeito de cílios de boneca e tem a mesma duração.

A manutenção varia de acordo com cada pessoa, mas o ideal é que ela seja feita a cada duas ou três semanas. Já a aplicação total é feita a cada 30 ou 60 dias.

Quanto custa a aplicação e a manutenção?

Os preços do alongamento ou extensão de cílios pode variar de acordo com o local ou profissional escolhido para aplicar a técnica. No entanto, o preço varia entre R$150 e R$200, a primeira aplicação.

Já as manutenções, que devem ser realizadas em média a cada duas semanas, custa em torno de R$100. Vale lembrar que a manutenção é necessária para repor os cílios que vão caindo naturalmente e evitar deixar os cílios ralos.

Em alguns locais o valor da aplicação do alongamento de cílios pode chegar até R$300. Sendo que a técnica de volume russo tende a ser mais cara. Já que são usados mais fios sintéticos em cada olho.

Quem faz?

A extensão de cílios deve ser feita apenas por um profissional qualificado. Sendo assim, é possível encontrar profissionais em clínicas de estética, salões de beleza ou ainda em locais especializados em cílios e sobrancelhas.

Vale lembrar que a aplicação do alongamento é um processo que se mal feito pode prejudicar os cílios naturais e até causar alergias graves. Por isso, é importante procurar um bom profissional antes de optar pelo procedimento.

Para isso basta procurar indicação com pessoas que já fizeram o alongamento ou ainda nas redes sociais dos locais. Lembrando também que nem sempre o local mais caro é o melhor e ainda que o barato algumas vezes sai caro.

Por isso, é sempre destacada a importância da escolha de um bom profissional e a pesquisa antes de realizar qualquer tipo de procedimento.

Olho com cílios longos

Existem 3 técnicas de alongamento de cílios: fia a fio, volume russo e extensão de tufo (Foto: depositphotos)

Passo a passo para alongar os fios de maneira natural

Nos cursos que formam especialistas em alongamentos de cílios, os futuros profissionais aprendem o procedimento correto. Dito isso, este artigo irá mostrar qual é o passo a passo de aplicar a extensão de cílios, para acalmar quem ainda tem dúvidas sobre o processo.

Antes de mais nada é preciso limpar bem a região dos olhos. Para isso é usado um demaquilante a base de água e sem óleo em sua composição. Essa limpeza prévia visa não só retirar qualquer resto de maquiagem ou cola para cílios, mas também retirar a oleosidade natural que é produzida pela pele. Principalmente porque isso pode influenciar na aderência da pele e no resultado final.

Logo depois é necessário proteger os cílios inferiores, para que a cola não acabe atingindo eles por acidente.

O passo seguinte é pentear os cílios naturais. Isso serve para separar os pelos e evitar que o acabamento fique com um aspecto embolado. Em seguida os fios sintéticos são organizados e a cola, que é específica para a aplicação de extensões, é colocada em uma superfície plana.

Por fim, o profissional irá pegar os fios um por um e irá colá-los entre os fios naturais. Sem deixar que a cola toque na pele, já que pode acumular e causar alergias em pessoas sensíveis.

Durante todo o processo, é preciso estar atento para que os fios naturais e sintéticos não colem um no outro. Por isso, o profissional toma cuidado em colar os fios com atenção.

Após finalizar o procedimento, o profissional limpa a região, para retirar qualquer acúmulo de cola e não deixar que os cílios colem um no outro.

Quanto tempo dura o alongamento?

O alongamento de cílios dura entre 30 ou 45 dias. No entanto, ao longo desse tempo eles podem ir caindo e por isso é necessário ter a manutenção, que faz a aplicação de fios para repor os que caíram.

Isso acontece porque os fios sintéticos são colados junto aos naturais. Logo, eles seguem o ciclo de vida natural deles que é o de crescer e cair.

A manutenção varia de acordo com o aspecto que os cílios estejam. Dessa maneira, caso todos os cuidados necessários sejam tomados, é possível passar até três semanas sem precisar fazer a reposição dos fios sintéticos.

Caso eles caiam demais e o olhar fique com um aspecto falhado, a manutenção deve ser refeita a cada 10 ou 15 dias.

Cuidados e contraindicações

Para que o alongamento de cílios permaneça bonito por mais tempo e se diminuía a necessidade de manutenções constantes, é preciso seguir alguns cuidados básicos.

O principal deve ser seguido nas horas após o procedimento. Desse modo, é preciso evitar molhar o rosto durante 12 horas depois da aplicação da extensão, já que esse é o tempo necessário para que a cola seque por completo.

Além disso, é preciso evitar coçar ou esfregar os olhos. Isso pode acabar soltando os pelos sintéticos e arrancando junto os naturais. Banhos quentes, saunas e outros locais quentes e úmidos também são desaconselhados.

Da mesma forma que manter os cílios molhados por muito tempo. Principalmente porque o vapor e a água podem diminuir a durabilidade da cola que prende os fios sintéticos aos naturais.

Demaquilantes à base de álcool, óleo ou outros produtos oleosos também devem ser evitados. A maquiagem da área dos olhos deve ser retirada com um demaquilante à base de água ou soro fisiológico.

Maquiagem para a área dos olhos como rímel, sombra ou lápis estão liberadas. No entanto, deve-se evitar produtos à prova d’água, já que eles não são facilmente removidos e podem acabar danificando as extensões.

Outros cuidados são evitar que produtos para cabelo escorram para os olhos e ainda o uso de curvex. Sendo que este último pode arrancar os fios sintéticos que foram aplicados.

Em tese, qualquer pessoa pode fazer a aplicação do alongamento de cílios. Contudo, existem algumas que apresentam uma hipersensibilidade na região dos olhos. Sendo assim, caso já haja histórico de sensibilidade é preciso tomar cuidado e fazer um teste antes da aplicação das extensões.

Isso também é válido para quem usa lentes de contato e possui sensibilidade nos olhos. Fora esses casos, o uso é liberado e não há incômodos.

Veja também: Truques para curvar os cílios sem curvex

Como fazer alongamento em casa?

Caso tenha dúvida ou não deseje passar pelo procedimento de alongamento de cílios em um salão, existem alguns métodos que podem ser feitos em casa e sem muito trabalho.

O primeiro é o mais conhecido por todos: máscara para cílios. O importante é escolher uma que sirva para alongar e dar volume ou usar dois produtos diferentes.

O aspecto desejado varia de acordo com a quantidade de camadas que forem aplicadas. Usar o curvex também ajuda a aparentar que os cílios são maiores. Contudo, ele deve ser usado sempre antes da máscara, caso contrário pode acabar cortando os pelos.

Existem algumas opções de rímel que possuem microfibras em sua composição. Elas se grudam aos cílios naturais e os deixam com um aspecto mais cheio e alongados.

Ou seja, quanto mais camadas mais cheios e longos os fios ficarão. Outra opção são os cílios postiços, no entanto é necessário ter um pouco de prática. No mercado existem opções para todos os gostos e que dão destaque ao olhar.

Algumas pessoas usam pó compacto ou solto para dar mais volume e alongar os cílios. Essa técnica é eficaz, mas pode deixar o olhar com um aspecto pesado, algo que não agrada a todos.

Para isso basta aplicar uma camada de máscara para cílios e em seguida aplicar uma boa camada de pó nos pelos. O processo pode ser feito várias vezes, até que o resultado seja satisfatório.

As mais corajosas ainda podem se arriscar a fazer um alongamento fio a fio em casa. Para isso basta comprar os kits que são vendidos e tomar cuidado para não deixar os fios grudados ou com acúmulo de cola.

Isso pode ser usado para quem deseja um efeito rápido. No entanto, ele não dura tanto quanto o feito por profissionais e tem mais riscos.

Cursos

Para trabalhar com extensão de cílios é necessário fazer um curso profissionalizante. Estes cursos podem ser feitos à distância ou presencialmente e são oferecidos por escolas profissionalizantes e institutos de beleza por todo o Brasil.

O Senac, Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial, é uma das instituições que oferecem um curso presencial e completo. No entanto, é preciso checar a disponibilidade das unidades de cada região.

Existem também cursos online, que podem ser feitos através de vídeo aulas e sem sair de casa. A escolha fica a critério do aluno, que deve escolher qual o método de ensino que se adequa melhor.

Fazer um bom curso não é importante apenas para aprender as técnicas de colagem dos fios. Como também como fazer a escolha dos melhores materiais e a biossegurança para evitar alergias e lesões.

Valores dos cursos

Os valores dos cursos são os mais variados. Os presenciais podem variar entre R$300 e R$400, dependendo do local escolhido e da região em que o curso é oferecido.

Já os cursos online podem chegar a custar R$300. Contudo, em alguns locais eles são disponibilizados gratuitamente.

Um deles é Iped Cursos. Para ter acesso é preciso apenas fazer o cadastro e ter acesso durante 30 dias às videoaulas que ensinam as melhores técnicas de aplicação de extensão para cílios.

O site Cursos grátis online também disponibiliza vídeo aulas que ensina como aplicar, remover e escolher os melhores alongamentos de cílios.

Outras técnicas usadas para alongar os cílios

As técnicas de alongamento fio a fio e volume russo fizeram a cabeça de muita gente nos últimos meses. No entanto, essas não são as únicas maneiras de se obter cílios mais volumosos, curvados e longos.

Olhos maquiados

Pesquise bem onde vai fazer o procedimento, um profissional capacitado é fundamental (Foto: depositphotos)

Existe uma técnica chamada de permanente. Ela usa um produto que altera a estrutura dos fios e serve para deixar um efeito de curvex, por até três meses. Com isso, eles ficam mais destacados.

Também existe a opção de um gel específico para auxiliar o crescimento dos fios. No mercado, as opções do produto custa cerca de R$100. Este produto serve para ser aplicado duas vezes ao dia e ajuda a fortalecer e melhorar o crescimento natural dos cílios.

Diferença entre alongamento de cílios e cílios permanentes

Uma outra técnica que vem sendo fazendo sucesso, especialmente entre as personalidades do Instagram, é o permanente de cílios. O nome pode confundir, no entanto essa é uma técnica totalmente diferente do alongamento, mas que dá um efeito parecido.

Como já foi dito neste artigo, o alongamento consiste em colar pequenos fios, sintéticos ou naturais entre os cílios que crescem naturalmente. Fazendo com que os pelos aparentem ser maiores, mais volumosos e mais curvados naturalmente.

Já os cílios permanentes, como o procedimento também é chamado, é a aplicação de uma substância que altera a estrutura física dos fios naturais. Para isso, é usado um pequeno bob ou clipe, que força os cílios a ficarem curvados.

Esse processo é indicado para quem já possui muitos pelos, mas que sejam retos. Servindo apenas para curvá-los e acentuar o olhar. Com isso, eles aparentam ser maiores e não há a necessidade do uso de curvex.

Já o alongamento de cílios é indicado para quem tem os fios ralos e finos. Já que adiciona pelos adicionais e traz mais expressividade ao olhar.

Ambos os procedimentos podem ser feitos por qualquer pessoa e quando bem feitos não causam danos aos cílios naturais. Contudo, quem possui sensibilidade alérgica deve fazer um teste antes de optar por qualquer um dos dois.

Outra diferença entre o alongamento e o permanente é a duração. Enquanto a extensão dura em média 30 dias, o permanente pode durar de seis semanas até três meses.

O tempo de aplicação também é diferente. O alongamento é feito entre duas e três horas, já que os fios são colados um a um. Enquanto isso, o permanente está pronto em cerca de uma hora. Podendo ser maior ou menor, de acordo com a estrutura dos fios.

Veja também: Dicas naturais e caseiras para deixar os cílios gigantes

Mitos e verdades sobre a técnica de alongamento de cílios

Existem vários mitos sobre a aplicação do alongamento, que podem fazer com que muitas pessoas desistam de fazer. Por isso, este tópico irá desmistificar algumas dessas afirmações e ajudar a quem está com alguma dúvida.

Um dos principais mitos a respeito da técnica é o de que ela faz com que os cílios naturais caiam. No entanto isso é em parte um mito, já que isso irá depender apenas dos cuidados tomados e do profissional escolhido.

Se tudo for de acordo, a extensão não irá danificar os pelos naturais e irá durar mais tempo. Outro mito é que a extensão não possui um efeito natural e fica parecendo cílios postiços.

Atualmente são usados fios super finos e que se assemelham em muito aos naturais. Um outro mito muito comum é o de que é proibido usar máscaras para cílios após o processo.

Isso não é verdade, no entanto deve-se evitar produtos à prova d’água e demaquilantes à base de óleos. Por isso, o indicado é usar soro fisiológico para retirar a maquiagem da área dos olhos.

Mesmo que a extensão possa ser retirada em casa, isso não é indicado pelos profissionais. Já que, os cílios naturais podem ser arrancado no processo ou ainda prejudicar o crescimento dos fios.

Muitas pessoas dizem que não se deve mexer nos fios. Contudo, é necessário pentear a extensão diariamente para evitar que ela acabe embolando, mas sempre com cuidado para não arrancar os fios naturais.

Por fim, é realmente necessário fazer um pequeno intervalo entre os alongamentos. Principalmente para quem faz o procedimento por muitos meses, já que é preciso deixar que os cílios naturais se recuperem e cresçam normalmente.

Dessa maneira, a cada três meses com a extensão, deve-se dar uma pausa de 30 dias.

Dicas para fazer o alongamento durar mais

O alongamento de cílios deve passar por uma manutenção frequente, já que os fios caem naturalmente junto com os naturais. Contudo, existem algumas dicas que podem fazer com que ele dure mais tempo.

Antes de mais nada é preciso sempre manter a região limpa e livre de oleosidade. Ao mesmo tempo, a limpeza deve ser feita de forma suave e sem esfregar, já que isso poderá arrancar tanto os pelos sintéticos quanto os naturais.

É necessário evitar lavar o rosto com água quente ou ficar em locais quente e úmidos. Isso acontece porque o vapor pode dissolver a cola e diminuir a duração da extensão.

Por fim, não usar maquiagens à prova d’água ou produtos abrasivos nos olhos. Ou os cílios podem acabar se soltando com a ação desses produtos.

Veja mais!