Por Daiane Silva em 06/03/2013

A luta para conseguir domar cabelos muito crespos já é antiga, mas, atualmente, as técnicas e produtos para tal fim, vêm se tornando cada vez mais eficazes. Dentre os diversos tipos de produtos e procedimentos que tornam os fios mais alongados e macios, o relaxamento capilar é um dos mais conhecidos.

Muito semelhante ao alisamento, justamente por utilizar produtos com os mesmos componentes químicos, o relaxamento recebe esse nome, devido ao produto americano Relaxer, que surgiu no Brasil nos anos 80. Com o passar dos anos, esse procedimento vem se tornando menos abrasivo e com maior poder para alisar e reparar as fibras capilares. O tempo menor de atuação dos produtos durante o relaxamento também é um fator importante que o diferencia do alisamento tradicional.

Acabe com suas dúvidas sobre relaxamento de cabelos

Foto: Reprodução

Na verdade, o relaxamento não tem por objetivo um alisamento completo, mas abrir os cachos, dar movimento aos fios e reduzir o volume. Por isso, é ideal para quem tem os cabelos cacheados ou crespos.

Cada tipo de cabelo, cada textura específica de fio necessita de determinados produtos. Assim, o relaxamento só deve ser realizado por um profissional bem qualificado, bem treinado, para não pôr a saúde das madeixas em perigo! Os produtos não danificam os fios, mas o que pode ocasionar problemas e reações adversas é o fato de que há certas contraindicações para o uso de certos componentes químicos em cabelos que já tenham passado por processos como descoloração, etc.

Pontos a serem observados*

Relaxamento ou alisamento capilar, qual o mais indicado?

O alisamento normalmente é indicado em casos em que se quer um alisamento completo ou ainda, quando os cachos são muito pequenos ou fechados e não há cachos definidos. Já o relaxamento objetiva dar mais movimento, forma aos cachos e diminuir o volume dos fios, sendo possível ter cabelos completamente lisos como uma variação, fazendo escova quando assim o desejar.

É aconselhável fazer este procedimento durante a gravidez ou amamentação?

Como em qualquer outra circunstância envolvendo produtos químicos, o relaxamento não é indicado nesses períodos devido à maior sensibilidade e à propensão desses produtos de causarem irritabilidade, além disso, há o fator de oscilação de proteínas e vitaminas que ocorre no organismo feminino, o que pode levar a reações adversas.

Qual o tempo de duração do resultado desta técnica?

A duração dos efeitos dependem muito do crescimento dos fios, além dos cuidados diários e produtos usados na manutenção. Em média, os retoques devem ser feitos em intervalos de 60 a 90 dias.

*Por Wagner Ramos – Cabeleireiro educador e técnico em químicas de transformação.

Conheça os ativos químicos mais usados nos relaxamentos e alisamentos capilares

  • AMÔNIA: é a base mais antiga em uso, tendo diversos derivados atualmente, como trietalonamina, etalonamina, nanoetalonamina, entre outros. Usada em alisamentos, permanentes e colorações, exige habilidade e experiência para alcançar o resultado desejado, já que é muito volátil. É indicada para cabelos de fibras médias ou grossas ou ainda para quem possui ondas bem abertas.
  • HIDRÓXIDO DE CÁLCIO: é indicado para couro cabeludo sensível e para cabelos com fibras médias ou finas. Muito importante para a aplicação desse ativo químico é que os fios estejam bem hidratados, já que ele tende a causar uma maior perda de oleosidade.
  • GUANIDINA: o hidróxido de guanidina pode ser considerado uma evolução do hidróxido de cálcio, já que seu poder de alisamento é potencializado nesse ativo e tem menor propensão a causar irritabilidade.
  • SÓDIO: é contraindicado em cabelos que sofreram descoloração, com sais metálicos, amônia ou seus derivados. Possui grande poder de alisamento, sendo seu uso o indicado para mais rápido alcance dos efeitos seja de alisamento ou relaxamento.

Soluções naturais para seus cabelos

Sejam cabelos femininos ou masculinos, muito crespos ou cacheados, é possível alcançar bons resultados em casa, sem colocar em risco a integridade dos fios, ganhando ainda com hidratação e brilho! Veja algumas receitas naturais que podem ser usadas para um relaxamento caseiro:

  • RELAXAMENTO À BASE DE ÓLEOS: misturar 15ml de óleo de amêndoa natural, 10ml de óleo de coco natural, 10ml de óleo de argan e 15ml de óleo de abacate natural. Passar essa mistura no cabelo seco, deixando agir por uns 30 minutos. Após, lavar os cabelos normalmente, com xampu e condicionador.
  • RELAXAMENTO À BASE DE BABOSA: Bater no liquidificador: 100ml de óleo de coco ou leite de coco, o sumo de duas folhas de babosa, 2 copos de água morna, 30ml de óleo de abacate puro e ¼ de sabão de coco ralado. Guardar esse creme em um recipiente plástico com tampa, na geladeira. Aplicar nos cabelos molhados, após a lavagem, deixando por 35 minutos e enxaguando em seguida. A validade desse produto é de duas semanas.

Veja mais!